21 de jan de 2013

O "series finale" de Fringe


Review dos episódios 5x12, "Liberty", e 5x13, "An Enemy Of Fate". 



Pensei em mil maneiras de começar esta ULTIMA REVIEW de FRINGE,  e confesso que, nenhuma das formas me agradou.  É estranho escrever uma review pela ultima vez da minha serie FAVORITA, “a menina dos meus olhos” A MELHOR. Sim, eu sou “APAIXONADA” por  Fringe, uma fã de carteirinha, esta serie não é só uma serie, pra mim é A SERIE. Que mudou minha vida, que me deixou várias lições, que me fez enxergar o mundo e a humanidade de outra forma. Que me deixou acreditando em um mundo melhor, em pessoas melhores. Me fez acreditar, em perdão, amor, esperança, redenção...Enfim, me deixou apenas sentimentos bons.

Então imaginem o que senti escrevendo isso... Imaginem quantas lágrimas molharam o teclado. Quantas vezes eu parei pra respirar. Quantos soluços contidos... Fringe  que chegou sem grandes promessas e expectativas, não teve audiências absurdas, se tornou a serie da sexta feira da Fox. Foi ameaçada de cancelamento diversas vezes, porém, em meio a tudo isso conquistou muitos e verdadeiros fãs. Pessoas, que assim como eu, são  extremamente apaixonadas, viciadas, por toda essa história e seus personagens... Que após esse final EXTRAORDINÁRIO, se sentem órfãs. Dar adeus ao Walter, Olivia, Peter, Astro, Asgard, Aspirin ou Astrid se assim preferirem, Broyles, Gene... Foi extremamente difícil, mas o final não poderia ter sido melhor, o grande carinho com os detalhes, o carinho com nós fãs. Os casos Fringe de volta. Só confirmaram porque Fringe é a melhor serie da atualidade. Mais uma vez mostraram todo o brilhantismo de sua produção.

Mas deixando de lado esse meu amor pela serie (como se isso fosse possível) tentarei falar um pouco do seus ultimos episódios. A suas 2 ultimas horas finais. A grande resolução de 5 lindas temporadas. Onde sofremos, sorrimos, choramos e vibramos com nossa equipe.

A Ultima viagem

Foram grandes acontecimentos nessa “series finale”, tivemos momentos emocionantes, tocantes e de muita ação. Conseguimos ter de volta os bizarros casos Fringe das primeiras temporadas, no momento em que Peter e Olivia invadem a base dos observadores para pegarem uma importante peça do plano de Walter e Donald/September. Qual fã não vibrou ao ver a mão de 6 dedos na parede, além de bater aquela saudade da época que Fringe nos mostrava que tudo era possível. Atravessar universos, resetar linhas temporais, parasitas que crescem em nosso organismo. Tudo em questão de segundos.

Um dos grandes acontecimentos foi ter de volta Olivia “badas” e o uso do Corthexiphan que foi necessário para recuperar o menino observador Michael que estava quase se tornando objeto de estudo dos observadores. Com isso podemos voltar ao outro lado o “reduniverse” e rever a nossa bela AltLivia e Lincoln que estavam já mais velhos, haviam formado uma família. Não foi uma visita muito emocionante, mas foi muito bom que não nos despedimos de Fringe sem passar por lá. Queria muito ter visto nosso Walternativo, com 90 anos e dando aulas na Universidade. Mas não houve tempo pra isso então me senti feliz em ter visto o reduniverse que tantas vezes nos emocionou.

Com o regresso de Michael, agora era necessário correr com as outras partes do plano, mas September estava tendo problemas na construção do dispositivo. O que nos deu espaço para talvez as cenas mais bonitas de toda esta temporada. Quando Peter encontra uma fita endereçada a ele, que Walter explicava o plano e o porque de ter que se sacrificar, o que foi condizente com o personagem e toda sua história até ali. Foi pra mim o diálogo mais marcante de toda a serie. Foi difícil não chorar, disso tenho certeza, quando o Walter diz : “Você é minha coisa favorita... Peter”, eu particularmente me perdi... Não sabia o que aquele momento estava representando, foi realmente uma mistura de emoções. A cena em que Walter e Astro opa Astrid reencontram nossa amada  Gene no âmbar foi de uma pureza, uma ternura sem igual, como não chorar, a amizade criada entre eles pra mim sempre será marcante. Foram lindos momentos regados a Milk-shakes de morango, sanduíches e muitas risadas no laboratório.

Além da cena em que September decide se sacrificar, ou  melhor como ele disse mudar o destino no lugar de Walter. Ele tem uma conversa muito bonita com Walter onde fala do sentimento que ele tem como pai de Michael e que ele, mesmo se comunicando com seu filho de uma forma diferente, ele quer estar com ele. De certa forma essa questão de mudar o destino sempre foi o que Fringe nos mostrou, seja quando Walter atravessa os universos, ou mesmo quando Peter luta para ser lembrado, após ter sido apagado da sua linha temporal. Mas o que não sabíamos é que o Walter havia preparado para si iria ser concluído, quando minutos antes de atravessar, Donald é morto e então para que Michael chegasse ao futuro Walter seguiu com ele, sendo assim apagado, para não se tornar um paradoxo. O que foi realmente uma linda cena. E a frase não dita de Peter, fez todo o momento valer a pena. Faço aqui uma observação de um lindo detalhe, no 5x11 ao conhecer Michael, September mostra a ele uma pequena caixinha de musica. No 5x13 quando ele está caído no chão Michael retira essa mesma caixinha do bolso e toca para seu “pai”. Chorei rios nessa cena.

Vocês devem se perguntar o que houve a Windmark. Bom Olivia tem de volta seus poderes e em uma cena totalmente Fringe, totalmente Dunham ela faz com que um carro se mova e esmague Windmark. O que foi com total ajuda da presença de Etta, a bala...

E como muitos fãs esperavam,  inclusive eu, voltamos para o momento da invasão. No parque, onde a família Bishop passa a sua tarde. Foi lindo ver o concretizar daquela cena. Sem nenhum observador. Peter, Olivia e Etta. Eram sorrisos, abraços e brincadeiras. Não havia sinal daquele sofrimento que todos passaram. Mas não, esse ainda não era o fim. Fringe nos reservava uma das maiores emoções.


A ultima Tulipa Branca, desta vez endereçada para Peter, que parecia não entender o seu significado, mas nós entendemos. Walter nos deixou uma grande mensagem, nunca é tarde para ser  arrepender e tentar concertar. Por pior que pareça sempre há esperança. Foi lindo, e talvez o momento em que eu mais chorei. Tudo começou com  Walter e com ele terminou. Olivia,  Peter e Etta estavam tendo mais uma chance. E talvez seja agora que  Fringe comece, agora a história será escrita, uma história tão cheia de amor, e sofrimento que eles não se lembram, mas que nós vivemos cada segundo e nos nossos corações escrevemos diferentes futuros para esse trio.



Fringe acabou na TV sim. Mas em nossos corações jamais. As lições que tiramos,  os momentos vividos no laboratório, as viagens regadas a LSD com o Walter... Os casos bizarros da equipe Fringe, tudo isso não pode ter fim. Fringe fica na história como umas das melhores series de ficção científica. E fica em meu coração como a serie de maior lição de vida. (Lágrimas não param de rolar)

P.s: Ver Michael fazer o Capitão Windmark sangrar, assim como ele fez com Walter, a vibração de vê-lo sofrer foi muito grande.

Gostei de que não mataram o Broyles, até porque em toda a serie ele foi um bom homem e nessa jornada final, ele conseguiu ajudar os nossos heróis.

Quando Walter pede a Peter que atire balas nos observadores para que ele flutuem e Peter o pergunta qual o motivo e ver o sorriso puro do Walter responder “Porque é legal” foi perfeito. Totalmente o espírito de Walter.

Eu não sei porque mas olhar de Liv para Peter e Etta brincando no parque, me deixou uma impressão de que ele se lembrava um pouco do que eles viveram no futuro.

Quando Peter recebe a Tulipa, eu mentalmente achei que o que o Walter queria dizer para ele era “Seja um homem melhor que seu pai”.

Então Fringe se foi... E como não podia passar, deixou uma ultima mensagem dos produtores para nos fãs "Thank you for your support!"... Que estava escrito em umas das cartas que Peter recebeu.

A vontade neste momento foi aplaudir este show de pé, não sei se alguém realmente conseguiu fazer isso, mas com o fechar da história eu não conseguia me levantar. As lágrimas eram muitas e o choque também.

Bom o que era pra ser uma review,  se transformou em uma despedida e muito chorosa. Espero que todos  tenhamos tirados coisas boas dessa serie, tenhamos aprendido o verdadeiro significado do amor e que possamos usar em nossa vida!

Thank you Fringe

Abraços a todos, e que Fringe viva no coração de cada um!!
@naty_loppes


Um comentário:

  1. Compartilho totalmente suas emoções e impressões sobre esse final maravilhoso, que soube honrar os personagens, as trajetórias, a mitologia e os fãs.
    usar a tulipa branca como fechamento da série foi um ato de amor dos produtores a todos os fãs que fizeram campanhas pela 5ª temporada usando a tulipa. Toda vez que algum detalhe que assistimos na 1ª temporada encaixava era uma declaração de respeito pela inteligência de todos nós, fãs. Toda vez que um personagem agia de acordo com sua personalidade era um obrigado da produção. Enfim, um momento único da tv.

    E nem havia notado a mensagem no envelope "Thank you for your support". You´re welcome, we´ll all miss you, guys, terribly.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...