10 de abr de 2013

Review - Bates Motel - S01E04 - Trust Me


“Você é uma peça rara, Norma”

[SPOILERS]



Esse foi o episódio de Bates Motel que mais me empolgou até agora. O tempo passou rápido e a forma como terminou foi inesperada. Trust Me gira em torno das suspeitas sobre a morte de Keith Summers. A polícia não perde tempo com as investigações da mão do cadáver ~que apareceu~ e acabou chegando até a principal suspeita: Norma Bates. Ao final, os indícios são confirmados e mulher é levada.

No início, o episódio continua com o gancho do final último. Norman encontra a garota amarrada no porão do xerife, que pede ajuda. Sem ter como levá-la e com a aproximação do dono da residência, o garoto foge ~com uma pequena ajuda do irmão~, deixando a desconhecida. Ao contar para a mãe o que se passa na casa de Shelby e a relação que a aquela mulher teria com o livrinho de desenhos do Summers, Norman recebe como resposta a descrença de Norma. A mãe não acredita na culpa do seu peguete e ainda acha que Norman está inventando a história por ciúmes. O interessante é ver que a própria Norma tem noção da dependência do filho, mas não consegue enxergar o seu lado na relação. Até parece que é só ele quem tem ciúmes.

Enquanto isso, Norman desabafa com o irmão sobre o que aconteceu com Keith Summers e como ele morreu. O rapaz traça a mãe como a responsável pela morte de Summers devido a um surto, mas não se ausenta da própria culpa por ter guardado o tal cinto. Fico me perguntando se ele não ficou com o cinto como um “prêmio”, o que é característico dos seriais killers. Vou observar se o Norman vai pegar algum objeto da próxima vítima. Dylan, por sua vez, continua insistindo na mesma tecla: “Norman, sua mãe é maluca”. Seria muito bom se ele conseguisse livrar o irmão dessa mulher antes que seja tarde, mas provavelmente isso não irá acontecer. A relação entre os irmãos parece estar sendo construída dia-a-dia e podemos esperar que se torne sólida aos poucos: aquela coisa de o mais velho ensinar para o mais novo.

Por fim, a série mostrou a primeira vez de Norman com uma sensibilidade incrível. Aliás, eu pensei que isso não fosse acontecer hahaha. Ou não com aquela loirinha que ainda não decorei o nome. A Emma, tadinha, chora. Falando sobre ela, não sei por que, mas acho que ela esconde alguma coisa. Não sei se em relação ao pai ou à doença pulmonar, só sei que não vou me surpreender se ela virar uma maluca mais para frente.

Ah, e sobre os hóspedes do Motel, finalmente explicaram que ele ainda não abriu!

E vocês, o que acharam? Comentem e curtam no Facebook! ;)

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...