30 de abr de 2013

Review - The Following - S01E15 - The Final Chapter


O final da primeira temporada de The Following veio para nos trazer a conclusão da história Ryan versus Joe.
Esse foi como o ultimo capitulo da obra de Joe, o louco que andou conquistando um monte de seguidores para por em ação seu plano maléfico contra Ryan e o resto do mundo. E proponho para ler a review do ultimo episódio da primeira temporada a música que deveria ser tema da Série: Follow me da banda inglesa Muse.

E vamos a uma analise desse ultimo episódio dando enfoque em cada personagem da trama:

Ryan: Ele é o Cara desde o primeiro episódio, um mocinho diferente e que ja esteve cara a cara com a morte, querendo ou não. Inclusive tivemos a revelação sobre a morte de seu pai, o qual o incentivou a ser policial e matar ainda novo. Não é um personagem que teve muito a acrescentar durante a temporada. Com o coração fraco passou por vários perigos, entre eles imãs encima de seu marca-passo. Teve envolvimento com algumas mulheres, uma delas Claire, o seu amor, e a enfermeira vizinha que o deseja de uma forma que ele não conseguia imaginar, ate ontem.

Debra Parker: A personagem começou pegando a série depois de um episódio e mostrou como uma investigadora proeminente, com problemas familiares, que busca através disso se conectar com Emma. Sua morte não vai influenciar a série e nem vai ser lamentada pela maioria, mais não foi menos emocionante. Ela merecia um maior desenvolvimento e foi uma pena a morte prematura.

Mike Weston:  começou como um mero ajudante do Ryan e da policia, se desenvolvendo durante a trama. Conseguiu obter seus fãs que com certeza sofreram junto com ele no episódio que apanha de membros da milicia. No final se mostrou importante, sempre um "braço direito" do Ryan, e pronto para fazer o que for preciso por ele. Joe conseguiu varios seguidores, e Ryan ja tem um grande seguidor.

Claire: a pamonha dos mocinhos, só resolveu agir para o final, aceitando ser levada pela seita e buscando uma forma de enfraquecer Joe, mesmo de forma fraca e bem songa-monga. A mulher do triângulo amoroso com Joe e Ryan foi parte das melhores cenas do episódio embora sua morte não deva ser lamentada pela maioria

Se voltando para os malvados:

Joe pode ate ter sido um grande influenciador e feito seus seguidores o adorarem, mais conforme saiu da prisão mostrou-se em decadência ao ver seus planos frustados por tantas vezes por Ryan e o FBI. O que foi interessante de ver é que o grande mestre pareceu não prever que seguidores instáveis podem não seguir o plano , embora a maior parte tenha seguido. Se ele tiver morrido não sei o que sera do futuro da série, mais com certeza eu quero que ele volte surpreendendo geral.

Emma, Jacob e Paul: Eu não acho que separados tenham alguma grande importância. A menininha via no Carrol um homem para protege-la, e queria sua aprovação. Paul morreu e ninguém mais lembra dele . E Jacob foi o mala sem alça por mais da metade da temporada com aquele papo "Eu não sou gay, eu não sou assassino", como ja tinha dito antes era um grande covarde que queria estar na turma dos "valentões".

E assim tivemos um episódio incrivelmente bom, embora como Claire tenha dito tenha tido cenas previsíveis  como a morte de Debra, e o confronto solitário de Ryan e Joe, que para manter a simbologia da série tinha que ser beira-mar ao lado de um farol. Um episódio nota nove que enfim mereceu o titulo de season finale, e que nos deixa ansiosos pela segunda temporada.

O que esperar da segunda Temporada? Primeiro a volta de Emma, a garota que apareceu chorando no final do episódio de óculos e franjinha! Assim como talvez a busca de Ryan de forma independente e com ajuda de Weston pelos seguidores de Joe que com certeza devem ter ordens para depois dos eventos que se sucederiam ao do Farol

2 comentários:

  1. Ai eu pergunto, pra que diabos da destaque pra personagem da Parker mostrar um flashback no episódio 4 ou 5 não lembro, se no fim não ia servir de nada? Episódio previsível demais. Ainda não achei review digna pra dizer isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Logico afinal matar o vilão é muito previsível não? E se você não entende o por que do flashback da Parker então vai assistir outra série! Sério!!!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...