29 de abr de 2013

Review - Hannibal - S01E05 - Coquilles

Para quem ainda não sabe o 4° episódio de Hannibal não foi ao ar como esperado devido ao atentado da maratona de Boston.


A NBC decidiu não exibir o episódio, pois o episódio falava sobre crianças que matavam outras crianças, e os EUA ainda estava fragilizado. Até porque um dos mortos foi uma criança de oito anos. Sendo assim, provavelmente daqui uns dia vamos ouvir noticias da liberação do episódio 4. Apesar da repentina mudança, a ordem dos episódios não vai confundir a cabeça do telespectador por que os episódios têm enredos bem diferentes.

Todo fã de Hannibal quer mesmo é ver o serial killer em ação, mudando a repercussão das investigações e criando uma reviravolta que nos pega de surpresa. Bom, se você é esse tipo de telespectador, pode se decepcionar um pouco com “Coquilles”.

De primeira o episódio nos mostra Will lutando com o sono provavelmente porque seu trabalho o deixava louco. O caso estava tão feio que o cara dava passeios noturnos pelas ruas e acabou até parando no telhado. E quem é a primeira pessoa que ele procura para desabafar? Dr. Lector, é claro. Os dois estão bem amiguinhos, e já da pra perceber que o serial killer esta manipulando o investigador. Todo esse cansaço somado a opinião de Lector de que Jack esta abandonando Will faz com que o investigador perca o controle com o chefe, deixando um clima bem tenso.

Bom, ai vem uma parte que eu ainda estou tentando entender porque botaram isso na série. Por falta de ideias? Isso vai interferir em algo importante no futuro? Bem, tomara. Nos episódios anteriores Lector e Jack jantaram junto algumas vezes, oque até era legal, por causa dos diálogos, e das comidas macabras (supostamente carne humana). Mas então decidiram colocar um pouco de drama romântico na série (?). A questão é que a mulher de Jack descobre ter câncer de pulmão e pede ajuda a Hannibal para dar a noticia a seu marido.

Mas é ai que chega a parte interessante do episódio. Hannibal segue o padrão de outras séries de investigação onde além da trama principal tem as tramas secundárias, que são pequenas investigações que começam e termina no mesmo episódio.

Em Coquilles, a trama secundária é horripilante. O assassino dessa vez é Elliot Buddish, conhecido como “Criador de Anjos”. Por quê? Bem o cara escolhe as pessoas, que na opinião dele são pessoas más e oferece para elas uma transformação, transformando eles de “diabos” em “anjos”.

“Este é meu presente pra vocês, eu permito que vocês se tornem anjos”.

O negócio é que o cara além de psicopata tem um tumor no cérebro oque faz com que ele não pense direito. Quando ele vê suas vitimas, os supostos “diabos” ele tem a ilusão que suas cabeças estão pegando fogo. Buddish tira a pele das costas de suas vitimas e faz assas com elas, como se suas vitimas se tornassem realmente em “anjos”.

O caso termina quando, ao entra em contato com a mulher do Criador de Anjos, eles descobrem que o cara sobreviveu a um incêndio quando pequeno, em um celeiro de uma fazenda. A polícia chega ao tal celeiro e encontra Buddish do mesmo jeito que ele deixava suas vitimas, com as assas feitas com sua própria pele simbolizando um anjo. No fim Will tem uma ilusão de Buddish indo a sua direção oferecendo a ele uma oportunidade de acabar com seus problemas e transforma-lo também.

Enfim, o episódio não foi um dos melhores em minha opinião, mas admiro muito a criatividade que eles colocam nesses casos, como o do Criador de Anjos. Oque eu espero dos próximos episódios? Quero Lector metido em alguma coisa e fazer alguma coisa que vai fazer a gente ficar tipo: ESSE-CARA-É-FODA. Também quero ver mais a jornalista Freddie Lounds em ação, porque ela sabe arranjar uma confusão e deixar as coisas interessantes.

E vocês? Oque esperam dos próximos episódios?

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...