2 de mai de 2013

Review - Defiance - S01E03 - The Devil in the Dark


Depois de uma caída no segundo episódio, a série volta com o melhor dos três episódios ate o momento.
Eu tive que esperar três episódios mais depois desse eu tive meu desejo realizado. "The Devil in the Dark" se centrou em Irisa, e conseguiu ser muito bom deixando de lado os vilões e a história com tantos segredos trabalhados no inicio da série. 

A personagem trouxe a tona um pouco de si, e mostra o quanto a atriz é boa, nós fazendo esquecer que há uma humana por detrás de toda aquela maquiagem. O episódio voltou o foco para dois assassinatos envolvendo criaturas que atacaram através do uso de feromônios de ataque.

Alem disso temos a gangue de Irathients , que estão usando Defiance como um posto permanente desde o ataque de Volges. Irisa descobre a relação entre os assassinatos e o povo da sua raça. Através de visões do passado e presente ela consegue descobrir os motivos para vingança e onde se encontra Rynn que planeja um ultimo e grande ataque. No inicio pensei que ela só estivesse lembrando de seu passado, no entanto esse ainda é uma das coisas que deverão ser trabalhadas mais a frente.

Assim percebemos o quão bom o roteiro do episódio escrito ficou, e a escolha acertada de retratar que a relação pai-filha entre Nolan e Irisa é cheia de falhas, por não ser uma relação "adequada", já que o mesmo não consegue esclarecer sobre os eventos que antes eram considerados pós-traumáticos. E mais uma vez a tentativa de raças diferentes se acertarem através da politica comandada por Amanda. E isso leva a uma das coisas que sera mostrada mais a frente, novas eleições o que pode mudar a dinâmica da  cidade, apostas para quem vai tentar se eleger?

Pontos a destacar:

-Já aprendemos  mais sobre cultura de Castithans, e dessa vez foi a dos Irathients, seus deuses, e uma habilidade que parece ser unica dessa raça. Quem ai quer descobrir mais sobre a raça da Doc Yewll comenta ai!

- Sexo com sadomasoquismo: as coisas não mudaram muito nessa área mais enfim serviu para um proposito maior, uma morte bem trash.

-Os Efeitos relacionados as criaturas foram bem feitos embora não tenham parecido realmente de verdades.

- Que reação foi aquela da Christie McCawley frente ao Hellbug? Ficou mais engraçada que dramática embora tenha definido bem as mentiras de Datak na tentativa de unir as famílias.

Um episódio que voltou a ser 9,5 em dez. E que venham os próximos ou no caso da Syfy brasileira que passem os episódios na ordem correta! Gostaram do episódio? Comentem

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...