14 de out de 2013

The Big Bang Theory S07XE04: The Raiders Minimization


O episódio desta semana conseguiu superar, em qualidade, o anterior, mostrando ao seu público que aos poucos a série vai reencontrando seu próprio tom e acertando na execução das piadas. E nesta parte o destaque fica por conta das referências a traumática infância de Leonard.


Iniciando com Amy mostrando a Sheldon, ao término de uma sessão de Os Caçadores da Arca Perdida, o evidente furo na história do filme: o protagonista, Indiana Jones, não possui participação alguma na conclusão do filme, ou seja, sua presença não interfere nos eventos finais do filme. Em busca de retaliação, Sheldon passa o episódio inteiro procurando meios de abalar as obras que Amy admira, incluindo sua série preferida, Os Pioneiros. Assim, prova o quanto ainda é infantil ao lidar com seus sentimentos, além da necessidade da moça para fazê-lo se tornar um homem, adaptando-se as situações do cotidiano, como, por exemplo, a assimilação de como expressar melhor suas frustrações.



Dividindo espaço com a questão da utilidade de Indiana Jones, a trama do capítulo mostrou o quanto Leonard ainda é afetado pelos traumas de infância, causados pelo comportamento, além dos experimentos psicológicos de sua mãe, Beverly Hofstader. Eles vêm à tona quando Penny mostra a seu namorado o livro recomendado em suas aulas de psicologia, A Criança Decepcionante, escrito pela mãe do rapaz, traz basicamente, como ele aponta, todas as histórias horríveis de sua infância. Inconformado com a situação, Leonard resolve se aproveitar da situação ao ver o quanto sua namorada fica preocupada com seu ressentimento e o recompensa com sexo.



Mas essa história não acaba nada bem para ele e no melhor momento do episódio, é pego, literalmente, com as calças na mão por sua mãe, que em conjunto com Penny o forçam a admitir a manipulação da garota. O êxito aqui reside na forma como os roteiristas ainda conseguem extrair boas piadas de fatos já vistos repetidas vezes, mas sem parecer uma cópia descarada de si. Falando em repetição, aqui reside o ponto fraco do capítulo, a interação entre Raj e Stuart, sem graça, Server apenas para tentar justificar a presença de ambos.


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...