31 de jan de 2014

Review - American Horror Story Coven - S03E13 - The Seven Wonders(Season Finale)


E chegamos a mais um final de temporada de American Horror Story...

Pois então, o que falar dessa season finale da temporada que mais dividiu opiniões e gostos? Eu achei que foi uma season finale aceitável, digna e cumpriu o que propôs para o último episódio, revelar a nova Suprema. O significado, a principal trama da temporada era a descoberta da nova Suprema, e aí que mora o problema e dividiu opiniões, todo mundo esperava que fosse a guerra entre Bruxas x Vodoo ou Bruxas x Caçadores, mas não, a descoberta da nova Suprema é e sempre foi a "espinha dorsal" dessa temporada e o grande objetivo. Isso(e outras coisinhas) prejudicaram o andamento da temporada e deixou bastante descontentes vários fãs da série(ou minissérie? Nunca sei como classificar hahaha). 

Mas falando em si do episódio, começamos ele já com uma sequência musical(seria influência de Glee em titia Ryan?) de Stevie Nicks. Adorei a sequência, a música, a letra que combinou perfeitamente com o objetivo do episódio, mostrando todas as candidatas a Suprema digamos que "treinando" para as Sete Maravilhas, ficou bem legal e isso é uma coisa que não tem discussão, a fotografia e produção da série é impecável e sempre foi ao longo dessa temporada muito discutida. 

A maior parte do episódio foram as pretendentes a Suprema fazendo as Sete Maravilhas e a primeira a "cair fora" da disputa foi Misty. Fiquei de certa forma surpreso, pois achava que realmente ela poderia ser a Suprema, mas acabaram passando as provas e ela se mostrava imatura pra isso e acabou morrendo de uma forma até rápida ao meu ver, mas eu gostei que mostraram o inferno dela, ela presa lá, isso foi interessante.

Mas Zoe foi a que morreu da forma, digamos, engraçada. As garotas começam a brincar de "pega-pega" se teletransportando e acaba que Zoe se teletransporta(não sei como ainda) para o alto do portão, espetada pela barriga. Depois disso, Quennie tenta revivê-la, mas não consegue provando que também não é a próxima Suprema, Myrtle e Cordelia falam para Madison revivê-la, ela se recusa mas passou no teste conseguindo ressuscitar uma mosca.

Até aí eu ainda não tinha certeza se seria Madison mesmo a próxima Suprema e aí entre a minha principal aposta desde os primórdios dessa temporada. Sempre falava nas reviews dos episódios anteriores "Não sei não, mas tô achando que Cordelia vai ser a próxima Suprema", dito e feito, Myrtle percebe e fala para Cordelia fazer as Sete Maravilhas, ela passa por todas os outros "testes" que as meninas fizeram elas chegam no da Adivinhação, Cordelia consegue passar por essa, mas Madison não, o que a deixa revoltada e vai correndo fazer suas malas jurando revelar tudo sobre as bruxas para o mundo. A esse ponto com Zoe já morta, Kyle se revolta com Madison por ela não ter salvo sua amada, ela diz que fez isso porque o ama e blá blá blá que Kyle não acredita e diz "Você não atua tão bem assim" e a mata enforcada. ADOREI a frase dele e apesar de gostar de Madison, ela mereceu e assim mais uma cai fora da jogada e a nova Suprema é coroada, Cordelia.

Sinceramente de todas ali, a que mais merecia e teria capacidade para ser a nova Suprema era Cordelia. Ela sempre cuidava do clã, ajudava, fez atitudes corajosas pelo clã e felizmente não puxou a personalidade da mãe, então mais do que merecido na minha opinião ela ser a nova Suprema. Cordelia protagonizou provavelmente uma das melhores cenas do episódio(se não a melhor) com sua mãe Fiona, sim ela voltou e vivinha(não tão saudável né). Fiona acaba revelando que colocou uma lembrança na mente de Axeman e fugiu para Paris, só no aguardo da descoberta da nova Suprema, para voltar matá-la claro.

Mas com Cordelia assumindo o seu posto e Fiona já muito fraca, ela desiste e as duas tem uma conversa muito emocionante sendo, como já falei, umas das melhores cenas do episódio. Jessica Lange é a alma da série, uma baita atriz, todos sabemos disso, mas da segunda temporada pra cá, Sarah Paulson tomou um "papel" importante na série, com destaque, devido ao seu belíssimo trabalho, ela também é uma baita atriz e novamente, Jessica termina com uma personagem em decadência e mais uma vez Sarah sofre a temporada inteira, mas no final se dá bem e termina em alta. Mera coincidência?

Provavelmente, mas não se discute que as duas são grandes atrizes. Toda a cena foi muito boa, até a hora em que as duas se entendem, se abraçam(senti um pouco de medo nessa hora, de Fiona tentar matar a filha) e Fiona finalmente morre e somos apresentados ao inferno dela(o único que faltava mostrar das três, Lalaurie, Marie e ela) que é ficar com Axeman, comendo bagre, numa casa cheirando a mijo de gato e toda manhã acordando e dizendo a mesma coisa, enfim, para ela, mesmo a pequena redenção com Cordelia no final não seria suficiente por causa de tudo o que ela fez.

Duas coisas que não gostei na season finale, a morte de Myrtle e a revelação para o mundo sobre bruxas. Achei bem precipitado elas terem revelado sobre as bruxas, a pouco tempo elas tinham caçadores atrás delas, agora elas podem ter o Mundo atrás delas, pois não é todo mundo que aceita uma coisa dessas fácil assim. Sobre a morte Myrtle, admito que até foi pelos motivos certos, é mais uma opinião pessoal, eu adorava ela e achava que ela devia "reinar" junto com Cordelia. Frances Conroy brilhou nessa temporada, com poucas falas(mas falas incríveis) e com figuração de luxo e isso mostra a qualidade do elenco de AHS que foi, digamos que desperdiçado nessa temporada.

Quennie e Zoe, as "derrotadas" na disputa da Suprema acabam ficando na Mansão e se tornando parte do Conselho mesmo sendo jovens, apesar da certa experiência e forte amizade com Cordelia. Kyle acaba virando o novo Spalding(menos macabro né) e a Mansão acabou cheia de novas bruxinhas.

Analisando a temporada ao todo, não foi perfeita, longe disso, tramas sem sentido, roteiro às vezes enrolado, e depois de uma excelente Asylum, comparações são inevitáveis(apesar de não querer comparar). Coven veio com uma proposta muito boa, talvez a melhor entre as três temporadas, uma proposta interessante mas acabou não sendo aproveitada e transmitida da maneira certa para nós por Ryan e Brad. Mas a temporada se sustentou bastante no grande elenco, Jessica Lange, Kathy Bates, Angela Basset, Frances Conroy, até os jovens do elenco como Emma Roberts, Gabourey Sidibe(nem tão jovem) se destacaram com grandes atuações e mostra que se entregarem um bom roteiro pra eles, eles cumprem seu trabalho e esse é um dos motivos por essa temporada não ter sido horrível, ruim. A série talvez pecou na trama principal e tramas paralelas, mas nas atuações, na fotografia, na trilha sonora, na abertura, na produção não desagrada nem um pouco. A temporada mais promissora, acabou se tornando a mais divisora de opiniões, eu acho que até foi boa, com as ressalvas que já fiz. E assim esperamos que a próxima supere essa temporada, e provavelmente vai, pelas dicas já dadas vai ser uma temporada mais parecida com Asylum.

P.S.1: R.I.P Myrtle, Misty, Madison, Lalaurie, Marie.
P.S.2: Essa temporada foi das mulheres né, Evan Peters e seu talento não tiveram destaque nessa temporada.
P.S.3: E aí, apostas sobre a temática da próxima temporada? Estão falando sobre a Área 51, o que seria o retorno dos plots sobre alienígenas e também será a última temporada de Jessica Lange na série.
P.S.4: E foi a maior audiência da história da série, e a temporada com a maior média de audiência, ironia do destino?

Audiência do episódio: 4.242 milhões de espectadores e demo de 2.2

E vocês o que acharam da season finale? E da temporada ao todo? Comentem e se encontramos na próxima temporada até...

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...