25 de fev de 2014

Review - House Of Cards - S202 - Capitulo 15



Frank enfim empossado como Vice-Presidente...
E logo de cara temos a provocação com o fato de estar a um passo da presidência sem ter recebido nenhum voto, algo que é muito parecido com o nosso sistema politico atual! Afinal é só lembrar do infame eleito Tiririca que junto de sua aprovação levou mais três candidatos por ser do mesmo partido. 


E parece que com a reforma o passado de Claire também veio trazer bagunça para o casal quando ele deve dar uma medalha para McGinnis, o mesmo homem que a estuprou na faculdade. Nesse momento o homem que há dentro de Frank sai, sem a costumeira mascara e a esposa deve usar esse vinculo único entre eles para evitar um escândalo. Muito legal como Frank o ignorou na hora da premiação, acredito que Mc deve voltar para sofrer nas mãos do Vice-Presidente, e merece pela forma como quis mostrar que já tinha pego Vice-Primeira Dama(?).

Isso acaba piorando a situação de Frank, que tenta extravasar jogando vídeo-game, God Of Wars, e depois ficar alguns momentos sozinho, mas o seu novo cargo o impede. Enquanto isso na politica parece que as coisas estão as mil maravilhas, em jogadas de mestre Frank consegue tanto fazer o Presidente ir contra a China, quanto fazer Jackie ir contra seu mentor. Mas no fundo ele não passa de um tapa-buraco, como dito no episódio, agora resta saber o que ele vai fazer para mudar isso.

Uma coisa que me irrita é o Presidente que parece sempre estar indo pela opinião dos outros, e sendo um grande pamonha, vê que a pauta da Cyber-guerra entrou na reunião mas aceitou as desculpas que deram. Depois disse que ia se retratar e acabou indo pelo Underwood. É como Frank disse, ele é uma árvore que vai conforme o vento, resta lembrar que por essa alegoria há a possibilidade de corte da mesma. 

Jackie conseguiu um foco maior, e realmente ela é uma Frank feminina, primeiro com a conversa de modéstia e depois começando a traçar os planos para se eleger. E assim no mesmo episódio a reviravolta e ela tem que se voltar contra Ted Havemeyer para conseguir o apoio necessário, e o elogio de ser pragmática. Teve um momento que esperei que ela fizesse a mesma quebra da quarta parede que Frank.

Lucas continua sua busca pela verdade, e começa a se tornar clichê mas não menos gostoso de se ver! Sua ida para Deep Web é uma boa analise de como sua vida esta indo para um lado obscuro e que nada vai detê-lo de trazer a verdade a tona! Só uma coisa que anda me incomodando, a Zoe não se garantiu de forma nenhuma? Ela não pode ser tão amadora assim, pode?

Um episódio bom, mas que não foi melhor que a season premiere, servindo para definir os próximos passos da temporada. Olhadas perspicazes e diálogos que começam a se adensar, mas sem perder alguns tons irônicos.



0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...