6 de fev de 2014

Review - The Originals – S01E12 – Dance Back to The Grave - S01E13 - Crescent City

"Um dia da caça, o outro do caçador"

Não tenho palavras para descrever o quão empolgante está sendo essa temporada de "The Originals", depois de um início morno fomos embalados por uma série de acontecimentos, que deixa o show melhor a cada episódio. Como ja havia sido dito em spoilers, o restante da temporada focaria nas consequências do ritual da colheita, e os dois últimos episódios deixaram bem claro o quão horríveis elas são, ameaçando até mesmo a existência de um híbrido original. Apertem os cintos, acabamos de embarcar em uma montanha russa desgorvernada que nos conduzirá até o fim da atual temporada.

Como vimos ao fim do episódio 1x11, o ritual da colheita foi completado, porém seu resultado foi manipulado por ninguém menos que Celeste, ex- namorada de Elijah, que está vivinha da silva e louca por vingança. Para isso, ela convocou três bruxos de épocas diferentes para ajudar em seu plano e liderar a revolução bruxa no bairro francês, cada um deles tem motivos bem específicos para se vingar da família original, e aos poucos vamos descobrindo o porque. Confesso que não dava muita importância a Sabine, porém a atriz vem arrasando no papel de Celeste, ela consegue caracterizar bem a vilã e é muito bom ver alguma ameaça real a Klaus e cia, porque por mais que adore os originais, alguém tinha que ser capaz de enfrentá-los pra dar uma dinamizada na trama.

Em "Dance Back From the Grave" conhecemos Papa Tunde, um dos bruxos que ressuscitou no episódio passado, e com isso tivemos um flashback do ano 1919.Vimos um pouco da época em que os originais tinha controle total de New Orleans, e mais uma vez a contraposição entre Klaus e Elijah; enquanto o nobre original preferia resolver as situações com acordos e diplomacia, Klaus sempre preferia resolver tudo no impulso, eliminando todas as possíveis ameaças a seu reino, e foi justamente ai que ele entra em confronto com o novo bruxo do pedaço. Como prometido no video promocional, vimos um pouco mais da magia negra praticada por Papa Tundee, magia essa que se utilizava de sacrifícios para obter poder, porém que foi desarmada por Klaus em mais um de seus planos maquiavélicos e que resultou na morte de seus filhos e posteriormente em sua própria morte.
Obviamente, ao retornar, Papa Tunde buscou vingança contra Klaus e começou a concentrar poderes adquiridos com a morte de vampiros do bairro francês e ao imobilizar nossa vampira loira favorita, o que lhe conferiu poderes de um vampiro original. As cenas de confronto entre Klaus e o bruxo ficaram bem legais, e depois do que ele fez com Rebekah, chegamos a temer pela vida do próprio Klaus, que partiu pra cima do bruxo pra proteger seu pupilo. Porém apesar de toda a tensão que causou, a missão de Papa Tunde era passageira, ele era mais um peão no grande plano de Celeste, que o utilizou para absorver toda o poder possível e concentrar em uma adaga, que mais tarde teria um papel decisivo.

Em "Crescent City" tivemos a resposta para uma grande pergunta: de acordo com o ritual da colheita, as bruxas sacrificadas ficariam no limbo aguardando que seu poder voltasse e assim elas retornariam a vida, tal poder foi utilizado para ressuscitar outros bruxos no lugar delas, então, será que com a morte de um deles, alguma das bruxas retornaria? Pois bem, uma das bruxas retornou, ninguém menos que Monique Deveraux. O retorno de Monique já vinha sendo esperado devido ao vídeo promocional, porém ninguém esperava que seu retorno fosse tão impactante, principalmente para sua tia, Sophie. Depois de passar boa parte da temporada manipulando todo mundo para trazer sua sobrinha de volta a vida, Sophie encontrou seu fim nas mãos da garota, em uma vingança das bruxas por ela não ter acreditado na colheita. Por mais que a personagem andasse meio sem função ultimamente, fiquei um tanto surpreso com sua morte, ainda mais pelas mãos da jovem Monique, que de boazinha não tem nada e se aliou a Celeste e cia.
Tivemos ainda um desenvolvimento na história da linhagem de Hayley, que vem sendo desenvolvida aos poucos, e que se manter a cartilha da série, deve render uma boa trama a longo prazo. Finalmente conhecemos o protetor misterioso da lobinha, Jackson, e com isso tivemos algumas revelações, como o real nome de Hayley e o fato dela estar prometida em casamento ao lobisomem. Não sei qual a fascinação que esse povo tem em New Orleans, todo mundo quer domínio sobre a "Terra Prometida Sobrenatural", e os lobisomens não poderiam ficar de fora, com seu próprio plano para tomar o controle do lugar. Por hora isso não deve ir muito adiante, devido a maldição que prende os lobos, mas tenho certeza que quando Hayley quebrar o feitiço, Klaus não ficará nem um pouco satisfeito com isso, muito menos Elijah, que agora deve ter concorrência na disputa pelo coração da Mama Loba.

Enquanto isso vimos a reabertura da Igreja de New Orleans, palco de acontecimentos macabros no passado e que talvez se repitam em breve. Com o retorno das bruxas, já era esperado que elas se vingasse do Padre Kieran, uma vez que ele foi contra o sacrifício das garotas no ritual da Colheita, e agora ele está sobre efeito do mesmo feitiço que fez seu sobrinho cometer um massacre e se matar. Ao invés de enganar o híbrido original como exigiam as bruxas, Cami pede ajuda a Klaus para salvar seu tio, o que gerou diálogos interessantes entre os dois e que mostrou ainda mais que Klaus se importa com a bartender, mas não a ponto de um envolvimento amoroso. Porém, com Klaus capturado, Cami e Kieran tem um grande problema nas mãos, e titia Plec já adiantou que ele irá sofrer muito, resta aguardar pra ver.

Foram muitas tramas ao mesmo tempo, mas o centro delas foi o plano maquiavélico de Celeste, que calculou meticulosamente todos os passos e conseguiu colocar todo mundo exatamente aonde ela queria, além de colocar Elijah em uma situação delicada. Quando Rebekah falou que o amor de Elijah por Hayley ainda iria destruir sua família, ela estava parcialmente certa, a bruxa Celeste se aproveitou disso e o fez ter que escolher quem ele iria salvar : Klaus, Rebekah ou Hayley. Os três se encontravam em situação de extremo perigo, e por ter sido enfraquecido pela bruxa, Elijah só poderia salvar um deles. Muitos criticaram ele ter escolhido salvar Hayley, porém acredito que foi a decisão acertada, ela é apenas uma lobisomem grávida, enquanto seus irmãos tem anos de existência e são supostamente invencíveis, mas agora terá que enfrentar as consequências de sua escolha, que resultou no sequestro deles.
Além de sobreviver as mordidas de lobisomem  e aguentar a tortura da bruxa Genevieve, Rebekah ainda deve enfrentar a fúria de Klaus em breve. Com os flashbacks de 1919, nos foi revelado que ela e Marcel foram os responsáveis pela chegada de Mikael a New Orleans no passado, o resultou na destruição da cidade e obrigou Klaus a deixar o lugar que mais amava, e com o retorno da bruxa a vida, é só uma questão de tempo para que a verdade venha a tona. Apesar de ter feito coisas muito piores a sua irmã, acredito que o híbrido ficará furioso e com isso uma nova tensão familiar deve surgir para movimentar as coisas. Some isso ao fato de Elijah ter escolhido Hayley ao invés dos irmãos e temos uma grande bomba em mãos.

Apesar da pequena queda de audiência, se continuar com essa trama empolgante, "The Originals" tem um grande caminho de sucesso pela frente. Julie Plec tá se superando!

PS: Pobre Rebekah, traída por todos os homens dessa série.
PS: #RipSophie . Virou Presunto antes de colocar o aparelho. :/
PS: Celeste nós te Amamos/Odiamos
PS: Monique fazendo cosplay de Samara, saindo da cova/ poço.
PS: The Originals: Coven realmente está muito bom.
PS: A revolução Bruxa Começou!

Curtam The Originals Brasil e saiba tudo o que rola na série!

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...