27 de mar de 2014

Review - Intelligence - S01E12 - The Event Horizon


Como assim semana que vem é o episodio final, isso ai ta errado né produção!? Por favor, alguém me diz que vai ter renovação... O Gabriel nem descobriu que gosta da Riley ainda e já querem acabar, não, não...

Que episódio foi esse, sem dúvida o melhor ate aqui, quando eu vi, já tinha acabado e eu estava dizendo “você não pode terminar ai, preciso saber como isso continua”.
A princípio, eu não entendi o que estava acontecendo e não fazia a menor ideia do que era o tal ‘Fluxo’ e muito menos quem eram os ‘seis tigres’. Ai o ex- chefe da Inteligência Central Americana no Oriente Médio e o vice-diretor do FBI são mortos enquanto conversam sobre isso, ok continuei sem entender muita coisa, mas era tudo parte de um esquema para surpreender os espectadores, pois, em seguida, quando o Gabriel renderiza a cena do crime para procurar o culpado e a Lillian pergunta “Gabriel, você o conhece” ele demora um pouco para responder, então a resposta que deixou meu queixo caído “Sou eu!”.

É claro que não foi ele – foi o que eu disse o episódio todo junto com a Riley, - mas tudo apontava para ele. Ai aquele burro do Jeff (desculpem não gosto dele, muito menos do pai da Lillian, mas isso não vem ao caso) resolve que o Gabriel deve ser preso ‘de forma preventiva’ e ainda afirma que o presidente concorda com isso. As cenas onde o Gabriel e a Riley estão sendo, discretamente, interrogados apresentam um dos melhores diálogos da serie, simplesmente adorei a Riley conversando com o Adam: “Você tinha 15 anos e não hesitou em acabar com ele” “esta errado” “estou?” “sim, eu hesitei, foi minha única bala perdida, nunca mais cometi o mesmo erro”. Riley arrasando como sempre. E o Gabriel batendo a cabeça do Jeff e fugindo ai a Riley chega e ‘resgata’ ele, a lealdade dela com ele é fofa de mais. Então como se não bastasse, a Lillian ainda é retirada do comando da Base Cibernética, afastada e ainda me nomeiam Jeff como novo comandante. Adorei que o Nelson, Dr. Cassidy e Jameson ainda são leais a Lillian e não ao Jeff.


Lillian, os Cassidy e Jameson tomando Milk shacke foi divertido, principalmente o Nelson pedindo um de chocolate do mal, um alivio cômico muito apreciado, porque o episodio em si foi muito tenso. Como sempre, e eu não canso de dizer isso, o Gabriel não conseguiria nada sem a Riley, foi bem legal ela ter descoberto que ele não poderia ter matado o ex-chefe da inteligência por ser muito alto. E que coisa fofa o Jameson ver que o Gabriel estava acessando a rede e fingir que não viu para ele poder continuar. E novamente ri com o Dr. Cassidy e o Nelson chegando em casa e encontrando o Gabriel e a Riley. O Dr. Cassidy tem cada história que vou te contar viu...

Eu imaginei que a Mei-Chen teria um papel no episódio já no começo, só não imaginei que ela conseguiria
incriminar o Gabriel por algo que ela mesma fez. O momento em que as defesas do chip são baixadas, e o Gabriel consegue encontrar a Mei-Chen ficou ótimo, ela mostrando todas aquelas “realidades paralelas” que eles poderiam criar e ele fingindo que acreditava em tudo que ela falava, gente, cheguei a acreditar que ele estava se convencendo que ela falava a verdade. Só para em seguida ver a Riley prendendo ela, ah, foi divertido ver a Mei-Chen tentando fazer ciúminho pra Riley, as expressões da Riley estavam incríveis nesse episódio.

Destaque também para Lillian descobrindo que o tal ‘Fluxo’ era um programa da Savana Iraniana – inteligência local do Irã – que supostamente recrutaria cidadãos dos EUA para trabalharem como agentes iranianos contra os EUA. O pai da Lillian diz que isso nunca foi confirmado, mas convenhamos, eu não me surpreenderia ao descobrir que ele tem dedo nessa história, se não no recrutamento, então na morte do vice- diretor do FBI e do ex-diretor da Inteligência. Acredito eu, que os seis tigres devem ser os tais agentes infiltrados, mas não foi falado muito sobre eles.

E finalizando, céus, o que foi esse final, sim, eu gosto de episódios que tem continuação, mas só depois que eu já assisti a dita continuação, essa curiosidade para saber o que vai acontecer me mata... Mas sim, claro, o final... Que ódio do Jeff quando ele viu que o Jameson ia avisar a Lillian que eles tinham uma escuta no telefone dela e que sabiam que ela estava indo encontrar o Gabriel, mas acho que se eu fosse ele, mandava a mensagem mesmo com a ameaça de ir pra cadeia. Não posso negar que imaginei que algo ruim aconteceria, mas ai o Gabriel levar um tiro que veio sabe Deus de quem, não, isso eu não imaginei. Sem falar na expressão da Lillian, gente acho que ela bateria no Jeff se a situação não fosse tão grave. Eu, já gritando pra Lillian tirar o posto dele a força, só para descobrir, que não foi ele quem mandou atirar no Gabriel. Ótimo, agora temos alguém grande, praticamente enganando o Comando Cibernético e o Gabriel está baleado e sendo caçado. Ainda para ajudar na ansiedade da espera para o próximo episódio, terminamos com a Mei-Chen dizendo que foi contratada por alguém do governo americano para incriminar o Gabriel. Eu não confio nela, não acho queira ajudar, mas acredito que o fato do segundo tiro ter sido direcionado a ela, a fez querer colaborar, afinal, nada melhor que um inimigo em comum para unir as pessoas. Além do que, eu realmente acho que ela quer o Gabriel pra ela...



Esperando ansiosamente o próximo episódio, Being Human, e torcendo para que a serie tenha uma renovação... Ate a próxima, não deixem de comentar e obrigada pela leitura. *-*

2 comentários:

  1. eu ri muito quando perguntam pra Riley e pro Gabriel o que eles estavam fazendo na noite anterior e a Riley diz que estavam juntos e o Nelson diz, "a noite toda???" huHuhUAHAuhU
    a cara da Riley foi impagavel. hauhauhau

    ResponderExcluir
  2. Heheha... verdade, essa cena e eles tomando milk shacke foram as mais divertidas...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...