12 de mar de 2014

Review - The Originals – S01E16 – "Farewell to Storyville"

Vampiros, Híbridos e Bruxas também precisam de Terapia.

Com a promessa de um confronto épico ao fim do episódio passado, "The Originals" apresenta essa semana mais um excelente episódio, focado na maioria do tempo em seus personagens e com direito a lavagem de roupa suja no cemitério.

Como consequência das armações de Celeste, o elo entre a família original, que já não estava muito bem equilibrada, ameaça se romper após a revelação da traição de Rebekah. Os diálogos entre Klaus e Rebekah foram o ponto forte do episódio, Joseph Morgan e Claire Holt se superaram, todas as cenas entre os dois era carregada de muita emoção, foi muito intenso ver Rebekah colocando pra fora todos os anos de opressão que sofreu por parte de seu irmão e seu ressentimento com ele, ao mesmo tempo em que vimos um Klaus furioso,mas vulnerável.

Os flashbacks coroaram a discussão entre os dois, mostrando o quão próximos eles já foram um dia e fazendo eles se questionarem como chegaram a tal ponto, como a transformação em vampiros e os anos de tortura que Klaus sofreu por causa de Mikael transformaram os dois. Ele, o filho bastardo que tinha um bom coração e cuidava da irmã mais nova, já ela, uma garota inocente, sem malícia, e que foi capaz de tentar assassinar o próprio pai por amor ao irmão. As cenas Klebekah farão muita falta na série, a interação entre os dois sempre foi bastante conflituosa e rendia boas cenas, mas com o anúncio da saída da atriz Claire Holt, não fazemos ideia de quando os veremos juntos de novo, o que é uma pena.
Apesar de ter tido menos destaque nesse do que nos últimos episódios, Elijah também teve seu espaço. O confronto entre ele e Klaus deixou ainda mais evidente o papel que terá na série: guiar Klaus para uma redenção. Desde que o show foi anunciado, sabíamos que o papel de Elijah seria esse, assim como Rebekah disse em uma das cenas, ele escolheu se importar e cuidar de todo mundo e esquecer dele mesmo, uma atitude muito nobre até para um nobre, o amor por sua família o impulsiona a fazer qualquer coisa, até mesmo se colocar no fogo cruzado entre seus irmãos. Com a saída de Rebekah, resta saber agora como ficará a dinâmica entre os irmãos, mas uma coisa já ficou bem clara: assim como Klaus, Elijah não vai abrir mão de New Orleans

Antes da exibição do episódio, o ator Charles Michael Davis disse em entrevista que o episódio 1x16 seria como uma terapia para a família Mikaelson. Ele estava certo, porém a sessão terapia não se limitou apenas aos originais. Ao fim do episódio passado vimos o retorno de Davina, o que levantou muitas dúvidas sobre o que aconteceu com ela enquanto estava morta, pois bem, após uma conversa com Cami, vimos que as coisas não foram muito bem e a bruxinha ficou bastante abalada com os acontecimentos do outro lado, onde foi intimidada por seus ancestrais por causa de sua aliança com Marcel e por ter ficado contra as bruxas. Creio que temos uma nova trama se formando, esse misterioso interesse de Genevieve de manter as bruxas ressuscitadas ao seu lado não está ai a troco de nada.
Com o drama familiar aparentemente resolvido, agora temos Klaus e Elijah no comando de New Orlenas, mas como pode ser visto na promo do próximo episódio, as coisas não ficarão muito bem e conflitos entre as facções devem estourar muito em breve, assim como uma maior participação dos lobisomens na trama. Preparem-se, teremos muita ação pela frente!

PS: Muito bem escolhidos os atores mirins, adorei principalmente a mini Rebekah
PS: Será que Davina se unirá a Genevieve assim como Monique?
PS: Cadê o Josh????
PS: Goodbye Rebekah :/



0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...