17 de abr de 2014

Review - Agents of S.H.I.E.L.D. - S01E18 - Providence


“Nós não somos agentes de Nada, nós somos Agentes da S.H.I.E.L.D.”

Sim, as palavras do Coulson, citadas acima me definem, mas minha Nossa Senhora, o que foi isso, Ward, eu confiei em você, e esse tempo todo você tem sido amigo dele! – a nobre arte de parafrasear as falas da Hermione, mas né, aqui, essa citação faz todo sentido. – Sem mais enrolação e vamos ao episódio.

Primeiramente, e não muito importante, eu não gosto da Raina, mas a cara que ela fez ao descobrir quem era o verdadeiro Clarividente foi ótima, aquela decepção não contida e certa desilusão no rosto dela, não sei, mas no decorrer do episódio deu pra sentir que ela não gosta de para quem está trabalhando, quem sabe podemos esperar uma pequena traição por parte de uma certa garota do vestido florido. Tudo é possível, não é.

Me pergunto quantas bases, exatamente, a SHIELD tem, tinha, enfim, porque foi tão tristemente engraçadinho a Skye falando sobre as bases seguras e o Coulson dizendo, “quantas bases temos ate agora, sete?” e a Skye “três” e ele “sem incluir a Hub” e ela “inclu
indo a Hub”, foi tenso, mas eu ri. E esse Talbot pensa que é quem pra falar com o Coulson assim, acha que esta falando com um novato, amigo, o Agente Coulson morreu e voltou, ninguém fala com ele assim não. Gente, que bonitinho o Fitz arrumando o avião e não aceitando as dicas da Simmons e do Tripp. E falando em Tripp, eu estou mais que torcendo para ele não ser outro traidor e não, eu NÃO quero ele como regular na equipe, ele parece legal e tal, mas acho que não o bastante para estar na equipe e bagunçar o equilíbrio perfeito de FitzSimmons.
Adoro a confiança do Coulson, cada membro deu pra ele uma noticia não muito boa, mas ele continuou confiante. Adorei ele pedindo algo bom para Skye e ela falando “Nós temos internet”. E que tenso o que o Coulson mandou ela fazer, tipo, apagar tudo que comprove a existência da equipe e dos membros da equipe, eles vão ser como fantasmas, pessoas que deixaram de existir ou melhor, nunca existiram. Acho que o Leo e a Jemma vão ter um ataque ao descobrir que os doutorados deles foram apagados...

Eu detesto o Garret, serio, eu gostava dele, achava ele engraçado em meio a tantos agentes sérios, mas agora, eu não gosto nada dele. E como eu havia comentado anteriormente, lá estava o Ward, com o disco rígido contendo todas as informações do Bus, incluindo a pesquisa, graças aos céus, não concluída sobre o sangue da Skye e a GH325. E nossa, como não notamos que o Garret tinha afanado o maior número de frasquinhos azuis da Casa de Hospedes! Cara maldito, mas pelo menos, vendo pelo lado da ciência, eles vão poder continuar os estudos né, a S.H.I.E.L.D. só precisa vencer a H.I.D.R.A., invadir o esconderijo do Garret e pegar os frasquinhos de volta.
Quanto ao Ward, gente, eu não consigo acreditar, ele parece gostar da Skye, de verdade, mas ele finge tão bem que eu já não sei mais o que dizer. Tudo que eu sei, é que ele realmente não gostou de a Skye ter levado um tiro, isso ao menos foi sincero.
Mas o ódio que me deu ao ver a forma como ele se referiu a equipe, dizendo que conseguiu a confiança pulando do avião para salvar a cientista, que como a May era a ameaça ele tornou as coisas pessoais, que fingiu para o Coulson o tempo todo e se tornou O.S. da Skye para decifrar a incógnita. Ta que ele deu uma abaladinha quando a Raina perguntou se ele realmente não sentia nada pela equipe, mas no momento, Ward eu detesto você!

Gente, que genial a ideia de mandar coordenadas pelo distintivo do Coulson, meio maluco em tempos de H.I.D.R.A., mas genial. May, vai com calma, eu sei que as coisas estão confusas, mas vamos lá, o Coulson teve sim o cérebro reprogramado, mas ele é plenamente confiável, e é impossível a H.I.D.R.A. estar controlando ele, então, deixa de ser paranoica. E Tripp, você mal chegou e já esta querendo sentar na janela, nós confiamos no Coulson! Me admira a Jemma estar agindo assim, Fitz, você é o máximo, amei ele dizendo “é hora de ficar com o cara em que você acredita”. Só eu notei a referência a dois caras nessa frase? Que ela servia tanto para o Coulson quanto para ele? Só eu, ok então... seguindo...

Ahhh!! Maldição o Ward ser tão bom assim, não é justo, não é nada justo! E como assim a catapulta/estilingue não destruía as coisas, qual é S.H.I.E.L.D., vocês nunca pensaram que isso poderia cair em mãos erradas dentro da próprio organização?! Claro que não né, era a maior organização de espionagem e estava na mais protegida base e tal, mas poxa, eles levaram tudo, tudinho de perigoso e mortalmente destruidor que estava lá, ate mesmo os prisioneiros. Medo do que vira a seguir.
E gente, o que foi o Coulson liberando toda raiva e angustia dele ao gritar com o time, ele precisava de um abraço ali, de um ‘eu acredito em você’, mas devo admitir que foi legal ver ele jogando o distintivo e aquele canhãozinho aparecer e a equipe ver que o Coulson estava certo, claro, eles foram apedrejados por balas provavelmente mortais, mas ele estava certo o tempo todo, e que coragem a dele, se enfiar na frente do canhão, eu ri com a cara de descrença dele quando o canhão falou com ele.
Adorei o fato de o nome do episódio levar o nome da base secreta onde eles estão agora. “Eu a chamo de ‘Providence’ embora, tecnicamente não tenha um nome, porque, tecnicamente ela não exista”. Esse Eric me pareceu tão legal, gostei dele, e do entusiasmo que ele tem.

Skye, você é a melhor! Nossa, eu toda preocupada com o disco rígido e ai vem a Raina e conta que você codificou de forma ‘indiscodificavel’ o disco rígido, e que ainda, se alguém além de você tentasse acessa-lo ele apagaria tudo! Menina, você é incrível. Sem contar que sempre confiou no Coulson né. E esse final, com o Ward e o Garret, que será que o Garret tem que usa aquele treco de metal no lado? E nossa, serio, que raiva dele batendo no Ward e o Ward deixando como se isso fosse normal, tudo para conseguir enganar a S.H.I.E.L.D., vamos lá pessoal, hora de descobrir quem é o Ward de verdade, e pela promo do próximo episódio, eu acho que eles vão descobrir logo, logo.
Gente, como não falar da reação hilária do Iam ao descobrir quem era o Clarividente, e nossa, será que ele vai ver o professor Hall no gravitônio?? Cada vez mais curiosa..

E para encerrarmos, duas pequenas notinhas:
Todos sabem o quanto eu adoro FitzSimmons né, mas Jemma, pelo amor de Deus menina, não é hora para bancar a garotinha apaixonada, vamos lá, coloque o cérebro genial para funcionar e pare de concordar com tudo que o Tripp diz! Não esqueça que o Leo estava com você muito antes de qualquer membro da equipe surgir na vida de vocês, quem dirá o Tripp. Vocês são FitzSimmons, não Fitz e Simmons, e você nem sequer notou o quanto o Leo esta chateado! Na única cena fofinha entre Fitz e Simmons, quando ela diz “Ao menos temos um ao outro” e ele fica tão feliz, ela nem ao menos entendeu o que ele quis dizer sobre não querer que as coisas mudem.
Quanto ao Ward, ele é aquele vilãozinho que a gente ama odiar, mas como uma boa aluna do Coulson, eu ainda acredito que no final o Ward vai se redimir de alguma forma e se tornar o cara legal que eu sempre achei que ele fosse.

Por hoje é isso, procurem as bases seguras e não deixem a H.I.D.R.A. dominar vocês, porque somos Agents of S.H.I.E.L.D.

Ate a próxima, obrigada pela leitura e não deixem de comentar *-*

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...