8 de mai de 2014

Review - Agents of S.H.I.E.L.D. - S01E21 - Ragtag



Meu Deus do céu, como foi que chegamos a isso!? Se o objetivo era fazer o Ward ser odiado mundialmente, parabéns, conseguiram! Porque haviam apenas duas coisas que ele não podia fazer, matar um animalzinho indefeso e machucar/matar FitzSimmons, porque eles são os bebês do BUS, ele não podia ter feito isso!

Acredito que assim como a maioria, eu estava curiosa para conhecer a história por trás do Agente Ward, porque, não como a maioria, eu ainda tinha esperança de que, no fundo, ele era uma pessoa boa, forçada de certa forma a ser mal. Sim, eu lembro que algumas reviews atrás eu disse que ele era covarde, mas ainda assim eu tinha esperança né. Ainda espero que ele tenha uma boa explicação pra tudo e não quero que ele morra, mas estou realmente com raiva dele.


Bem, nos primeiros momentos, vemos como Garret encontrou o jovem Ward em um reformatório, o rapaz estava lá por ter desertado da escola militar, roubado um carro e ateado fogo na própria casa, com o irmão lá dentro. Ok, Ward conseguiu meu respeito aqui. E vamos concordar que vendo o Garret falar daquela forma, tão convincente, aceitar a oferta da S.H.I.E.L.D. foi a melhor opção mesmo.
Saindo do primeiro flashback, Fitz, Simmons e Skye estão vendo o noticiário – que fala sobre o Deathlok – e tentando encontrar pistas do avião. Gente, o que foi aquele gráfico do Coulson, ele deveria dar aula de Bioquímica, alguns gráficos tem interações bem parecidas... enfim, após mostrar como tudo estava conectado, Coulson também fala da ‘surpresinha’ que Skye deixou pra eles no disco rígido, um Cavalo de Troia. Mas, como nada pode ser fácil para equipe do A.C., eles precisam plugar um tipo de pendrive em um computador da Cybertek para que funcione de fato.


Senti um ódio tão profundo do Garret falando com o Mike como se ele fosse um brinquedinho, e ainda por cima, usando o BUS como se fosse dele, a Raina e seu bando de bichinhos lá, usando o laboratório como se sempre tivesse sido deles. Sai daí Garret e leve seu bando com o você, o Bus é do Coulson! Como não rir com o Coulson e o Tripp, quando o último chega com uma mala cheia de coisas do Comando Selvagem, e o Coulson começa falando todo serio sobre as armas de espionagem e então exclama “Oh Meu Deus, Um feixe hipnotizador portátil!” Ele e o Tripp parecem duas crianças falando sobre as tecnologias antigas da SHIELD, e depois o Fitz falando sobre os cigarros falsos e colocando fogo na cortina. Ao ver esses momentos felizes deveria ter imaginado que algo ruim aconteceria...

De volta aos flashbacks, vemos as primeiras semanas de Ward com Garret, quando o homem deixa o menino sozinho, por conta própria e sem ferramentas no meio do nada e diz que vai voltar em uns dois meses. Ao menos o Buddy, aquele cãozinho adorável ficou com ele.

De todos os momentos cômicos do episódio, com toda certeza, May e Coulson interpretando Fitz e Simmons na Cybertek foi a melhor, adorei a May dando aquelas piruetas no final, batendo no carinha e ainda arrumando o óculos. As palavras do Coulson naquele momento, também foram as minhas “Não sei se já disse o bastante, mas que bom que você voltou”. Adorei também o Coulson falando pra Skye e pro Tripp “Preparem-se para uma grande transferência de arquivos” ai ela pergunta: “Quão grande?” e ele e a May jogam o arquivo inteiro do ultimo andar. Não existe transferência mais rápida que essa...
Quando mostraram o arquivo do Garret como primeiro Deathlok eu fiquei surpresa, mas quando ele e o Ward estavam discutindo e ai ele teve um ataque, eu fiquei chocada com o quão comprometido ele está por causa do projeto e mais surpresa ainda pelo Ward saber como “cuidar” dele.


Por mais triste que seja, eu estava com o Fitz em boa parte do episódio, eu ainda acreditava no Ward, mesmo que fosse bem lá no fundo, e a confiança do Fitz, o empenho em tentar achar um motivo, ele dizendo “Não acredito que as pessoas nasçam sendo más”, que raiva do Ward por fazer o menino sofrer assim, poxa, eu acho que foi o primeiro amigo dele. E a conversa que a May teve com a Skye, dizendo que ela estava sim furiosa, mas que ela iria trabalhar essa raiva, explora-la e por fim, quando encontrasse o Ward, ela a usaria para derruba-lo. Foi uma lição não só pra Skye. Que graça a Skye dizendo “queria saber como usar essa Raiva-fu”. E por fim a equipe do Coulson termina em Cuba.
Ian Quin, como eu detesto esse cara, pessoas sendo mortas, a S.H.I.E.L.D. perdendo cada agente decente e ele lá, interessado em ganhar dinheiro com os acontecimentos. E ai, me vem a Raina, que eu sempre achei uma perfeita babaca e começa a falar sobre a Skye e seu DNA e história. O que foi aquilo, quando ela falou sobre a província na China, que foi destruída por monstros, atrás do bebê, eu notei pouca diferença do que já haviam contado, mas ai ela diz “os monstros eram os pais da bebê.” Eles o que? Então a Skye realmente é alienígena? Ou simplesmente filha de mutantes – dotados no caso, já que mutantes remete a x-men – poderosos que tentavam proteger o bebê de algo, ou alguém? O que a história da Skye esconde afinal? E para piorar tudo ainda mais, Raina apresenta uma síntese única do GH-325! Serio, isso é subestimar a inteligência da Simmons, ela passou semanas tentando encontrar algo, e em dias a Raina consegue tudo? Isso é estranho...

Chegando em Cuba, Coulson separa a equipe para procurar o avião, foi tão fofo o Tripp sendo legal com o Fitz e o Fitz retribuindo amigavelmente. Quando o Coulson explica que terão de buscar o avião do chão e diz pro Leo e pra Jemma não atacarem em hipótese alguma eu tive certeza que algo daria errado, mas não da forma que deu. A barbearia já estava, supostamente, vazia quando Coulson, May, Skye e Tripp chegaram lá, então a Simmons liga dizendo que eles acharam o Bus, que está a três horas da barbearia, mas que eles estão prontos para partir. Não precisa ser um gênio para ver na cara da Simmons que ela e o Fitz não vão voltar como o Coulson mandou. Na frente da barbearia, o restante do time decide que se encontrarem um computador lá, podem soltar o Cavalo de Troia e rastrear o BUS. Enquanto isso, FitzSimmons resolvem soltar um anão, Soneca, para ir ate o avião e assim eles poderem rastrea-lo, e adivinha quem aparece, ele mesmo Grant Ward.


As cenas a seguir são uma mistura de flashbacks e momentos atuais, primeiro vemos um Ward mais velho, confiante, e o Garret conta a ele porque se juntou a H.I.D.R.A., e bem, não posso culpa-lo por se sentir dispensável quando a S.H.I.E.L.D. não quis salvá-lo, é um erro não salvar os seus.
Então, Fitz e Simmons estão dentro do avião, Ward os levou ate Garret, amei o Fitz dizendo: “Esse é nosso avião, queremos ele de volta”. Foi incrível quando eles notam o aparelho nas mãos do Fitz e ele solta o P.E.M. e da uma “eletrocutada” no Garret. Fitz, sempre cumprindo suas promessas, como ele disse, ele seria responsável por fazer o Garret sofrer.
De volta nos flashbacks,  Garret explica que Ward foi aceito na Divisão de Operações da S.H.I.E.L.D., e fala que será difícil pra ele, pois será um agente infiltrado da H.I.D.R.A. e por tanto não deve se apegar a ninguém. Então ele manda Ward matar o Buddy.
De volta ao avião, Ward esta tentando salvar o Garret, então o maldito pede pro Ward matar Fitz e Simmons, fiquei aliviada quando ele negou, ai o Garret diz pra ele matar os dois por ele, e que espera que isso não seja uma fraqueza, e ele vai.


Enquanto isso, o restante do time invade a base onde o Garret estava, a procura dos computadores, mas não parece haver nada lá.
No avião Garret explica a Raina sobre os mecanismo de falha dentro dele, e mostra que ele vem usando o soro de supersoldado em si mesmo, e que é isso que o mantém vivo. Quando ela diz que todo sistema dele está desligando ele pede pra ela reinicia-lo com o GH-325.
No laboratório Fitz e Simmons conseguem se livrar dos homens que os levavam e fogem para outra parte do avião, mas dão de cara com Ward e acabam se escondendo em algo que parece um compartimento. Eu achei que o Ward os ajudaria, juro que achei, com o Fitz falando que eles eram amigos e tal. Ai o Ward se lembra do Bubby, que ele não conseguiu matar e simplesmente o deixou na floresta para que tivesse uma chance de sobreviver. Votando ao avião, Fitz ainda fala pra ele “Eu sei que você é uma boa pessoa, pode escolher ser bom”, mas ele não faz nada, só manda eles abrirem a porta e quando eles não abrem, o que ele faz, joga o compartimento de carga com os dois dentro pra fora do avião no oceano! Ok, ele admitiu que gostava dos dois, mas nada justifica o que ele fez, nada, ele pensou o que, que ia ajudar a mante-los vivos, por Deus, eles estão em um compartimento metálico, dentro do Oceano e com pouco ar!


E para finalizar, o GH-325 funciona no Garret – eu torci pra ele morrer, serio – e o restante do time, quando consegue acesso a base, se depara com aquele monte de supersoldados e sabe-se lá mais o que.
Eles não podem terminar o episódio assim não, meu coração vai ter um treco ate o próximo episodio! E como assim FitzSimmons não aparecem na promo do próximo episódio?! Eles precisam estar bem!
Ok, por hoje é isso gente, desculpem a review enoooorme, e ate a próxima *-*

#StandWithShield

3 comentários:

  1. Estou amando as suas Reviews (principalmente quando você menciona Harry Potter) !
    Torcendo muito para tudo estar bem com FitzSimmons, fala sério eles são gênios podem transformar aquele compartimento num submarino ou algo assim né?!
    Eu sou uma pessoa ruim por ainda ter esperanças na redenção do Ward? Mas quero que ele sofra muito antes e acho que esse processo deve demorar pelo menos mais uma temporada (ainda bem que a serie foi renovada).
    Alguma teoria sobre quem são os monstros pais da Skye? Li por ai que ela poderia ser Hela, a filha do Loki... Será?
    No mais, parabéns pela excelente review!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own, obrigada :) heheha, citar Harry Potter é bom de mais, se encaixa em quase tudo ^^
      Siiimm! FitzSimmons precisam arrumar um meio de sair daquela caixa, e eu acredito que eles vão conseguir sim...
      Quanto ao Ward, eu também torço pra uma redenção dele, é só que estou com muita raiva dele no momento. Bem que ele poderia continuar como vilão mais meia temporada, ai, com um acontecimento super legal, começar a redenção dele...
      Eu li sobre a Skye ser filha do Loki também, mas não sei, poderia ser né, afinal o Loki é um Gigante de Gelo e ainda consegue ficar na forma humana, digo, sem ser azul. Mas ha tantas coisas que ela pode ser, li também algo sobre ela estar ligada a Feiticeira Escarlate a ao Mércurio, que vão aparecer no próximo Vingadores...
      Ah, eu fiquei tão feliz com a renovação da serie, e que venham muitas temporadas pela frente...
      Obrigada pelo comentário *-*

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...