23 de out de 2014

Review| The Originals – S02E02/03 – "Alive and Kicking" / "Every Mother's Son"

Um amor doentio.

Nas últimas semanas, The Originais presenteou os fãs com dois episódios excelentes, com ritmo ágil e um grande aprofundamento em sua própria história, trazendo informações inclusive que deixam os fãs curiosos desde a apresentação dos vampiros originals  em "The Vampire Diaries", mostrando que os produtores não tem medo de ousar e tem tudo bem planejado, não havendo necessidade de enrolação. Os dois episódios tiveram como grande protagonista a mente de Esther Mikaelson, uma mulher que definitivamente precisa de umas lições sobre o que é amor.

Na semana passada, vimos a busca de Esther pela suposta arma secreta de Davina. Sabendo que a garota é poderosa e pode atrapalhar seus planos, Esther logo tratou de cercar a garota para saber de qual lado ela está, e nesse esquema entra Kol. A missão de Kaleb/Kol é de se aproximar da garota, ganhando sua confiança para que ela compartilhe com ele seus segredos, algo que deve acontecer em breve, mas que talvez não sirva ao plano de Esther como ela imagina. Kol sempre foi o mais instável dos originais, nunca sabemos onde está sua lealdade e isso o torna potencialmente perigoso, uma prova disso foi que ele ocultou de sua mãe a informação sobre o retorno de Mikael, deixando dúvidas sobre o seu comprometimento.


Depois de uma ida ao cemitério, Klaus confrontou Cassie, a bruxa que estava criando os anéis da lua, bastante uma conversa para ele sacar que na verdade estava diante de sua mãe. Justamente desse ponto surge a premissa que movimentou o episódio dessa semana, com um convite feito por Esther para um jantar com seus filhos, uma reunião de família que rendeu bons e tensos momentos, dado destaque inclusive a Finn, que ficou bastante apagado em sua primeira aparição lá em TVD e agora tivemos um outro olhar, inclusive entendendo porque ele se tornou o preferido de Esther.

Como esperado, o jantar foi uma grande lavagem de roupa e até o Elijah trocou farpas. Klaus e Elijah apenas reafirmaram porque Finn é o original que o pessoal menos gosta, ele é o que tem menos personalidade, sendo um bajulador que sempre viveu na sombra da mãe, diferentemente de seus irmãos que tem características bem marcantes e próprias, porém o ponto alto da noite foi o aparecimento de Esther e seu embate com Klaus. Combinado com Flashbacks, vimos o quão doentio pode ser o amor dessa mulher por seus filhos e como ela influenciou na formação de Klaus, fazendo-o sentir fraco e paranóico, além da rejeição que já sofria pelo pai, tudo isso para esconder sua traição.


Num spoilers recente, o ator Daniel Gillies falou um pouco sobre a ameaça de Esther nessa temporada, descrevendo-a como possivelmente a bruxa mais poderosa dessa dimensão e que seria um grande desafio para os originais, ele não poderia estar mais correto. Em nome do "amor" que sente pelos filhos, Esther está disposta a destruir tudo ao redor deles,  incluindo tudo o que eles mais amam, o que coloca Marcel, Hayley e todos com os quais eles se importam em grande perigo, e o pior de tudo é que ela realmente tem capacidade para fazer isso, some isso a presença de Mikael em New Orleans e já é possível prever que tempos muito difíceis estão por vir para nossos protagonistas.

Distante de toda essa confusão familiar, vimos mais uma vez Marcel na construção de seu exercito de vampiros. Depois de perder o controle da cidade e aprender que não pode competir de igual para igual com um original, o plano dele agora é atrair Elijah para sua causa, uma vez que o vampiro anda um pouco deslocado agora que Hayley e Klaus são híbridos e convivem com os lobos, e para isso Marcel vai utilizar o ponto fraco de Elijah. Através de Gia, uma vampira recém criada, ele quer fazer com que Elijah se importe com os vampiros e os tratem como família, afinal eles são iguais, e o original tem esse hábito de lutar por aquilo que parece perdido, como acontece com Gia.


Por fim tivemos também destaque para Hayley, que compartilhou bons momentos com Klaus, discutindo sobre sua família e se colocou na ação do episódio, enfrentando até mesmo Elijah. A nova híbrida, a cada episódio que passa se parece ainda mais com Klaus e a dinâmica entre eles é bem legal, além disso foi bom vê-la se considerando uma Mikaelson de alma, porque é inegável que agora ela pertence a essa família. Um momento tenso foi seu primeiro encontro com Esther, que a seduziu com uma oferta de lhe devolver sua vida antiga, o que claramente deixou a garota balançada, mas provavelmente ao optar por não cooperar com a única chance de ter sua vida de volta, ela finalmente deve aceitar sua nova condição e conviver com isso.

PS: O que você deve fazer para reconquistar seus filhos? A) Conversa com eles  B) Pede desculpas C) Destrói tudo o que eles amam para eles correrem para os seus braços (Mama Esther aproves)
PS: Gente, o que foi aquele Piti do Kol/Kaleb?
PS: Os novos atores estão de parabéns pela atuação. Natalie consegue captar toda a maldade de Esther, e  Yusuf Gatewood consegue ser um Finn mais expressivo do que o que vimos em TVD.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...