9 de out de 2014

Review|Agents of S.H.I.E.L.D. – S02E03 – Making Friends and Influencing People


“Lealdade será recompensada”

Poderia ter começado com inúmeras frases, mas a citada acima definiu o episódio, tanto para bem, quanto para mal. Como disse o Brett Dalton (Ward), esse episódio deveria se chamar “A vingança dos Nerds” porque olha, o que o Fitz e a Simmons fizeram nesse episódio vai ficar na história.

A começar com a cena fofinha da Jemma se preparando para mais um dia de trabalho, ao som de ‘God help the Girl’que, diga-se de passagem, ficou muito perfeita pra ela nesse episódio. Gente, como eu estava com saudades da Simmons, e a nova aparência dela ficou ótima. Eu sabia que ela não podia ser leal a H.I.D.R.A., mas ver que eu estava certa foi um alivio imenso...
Gostei muito da interação do Lance e do Mack com o restante da equipe, e a May está se saindo uma O.S. muito melhor para Skye do que o Ward foi. Ri muito com o Lance pedindo desculpas para May por ter atirado nela e ela respondendo “Não se desculpe, apenas espere”. Quero muito saber quem é a ex dele, dizem que é a May, mas eu não acredito muito nisso não. 

Antes de continuar, preciso dizer que alguém precisa ajudar a Agente 33, meu Deus, que agonia ver a mulher presa naquela máquina de lavagem cerebral - isso cheira a maldição imperius -, serio, precisam tirar ela de lá, e de preferencia, quebrar a maquina no percurso. O Coulson está certo, já chega da S.H.I.E.L.D. perder bons agentes para H.I.D.R.A., ainda mais dessa maneira.

Falando em H.I.D.R.A., eles não desistem mesmo, podre Donnie, ele fez umas coisas erradas, claro que fez, mas ele é um menino que foi influenciado pelo Quinn, me deu dó dele, sim, eu vi ele matando aqueles homens sem remorso algum, mas vamos lá, ele está fugindo, só quer viver em paz, e a H.I.D.R.A. não larga do pé dele. Ninguém consegue ficar calmo assim. E ainda para ajudar, o Ward diz para Skye que a H.I.D.R.A. tem um programa sério para Dotados, que se eles não podem convence-los ou captura-los, eles os eliminam. Que raiva que me deu quando ele disse “Um dotado que não está com a HIDRA é uma ameaça para ela”, e aqui, todos os créditos a Skye por responder a altura e mostrar porque a SHIELD é a melhor.

Que susto a Jemma chegando em casa e ouvindo aquele barulho, achei que era o tal do Baksh, ainda
bem que era o Coulson, mas por um momento, eu achei que ele iria brigar com ela, ai ele fala sobre o que ela tem na geladeira. O olhar dela pareceu tão frágil naquele momento, eu fiquei tão feliz em ver que ela não era H.I.D.R.A. que demorei pra entender que o Coulson estava por trás dessa inserção dela no ninho do inimigo, achei uma graça a preocupação dele com ela, só acho que será difícil ela fazer novos amigos. Deu uma peninha de ver ela perguntando sobre o pessoal e o Coulson respondendo que o Fitz estava suportando bem. Eu não costumo detestar um personagem de cara – mentira, costumo sim – mas eu odeio esse Baksh, quem ele pensa que é pra falar com a Simmons daquele jeito! Mas vamos concordar que as respostas dela foram impecáveis. Eu imaginava que ela era pequena quando entrou na S.H.I.E.L.D, mas 17 anos e 2 PhDs, gente ela era uma criança genial, isso só me faz amar ainda mais ela e o Fitz.

O Fitz, como eu já havia dito, a atuação do Ian esta ótima, mas nesse episódio ele se superou ainda mais. Quando ele viu o Ward naquela cela, meu coração deu uma falhada com o ataque que ele teve, como eu gritei: “Calma Fitz, apenas respire!”. O que ele falou pro Ward, como eu esperava isso, não estou dizendo que não gosto do Ward, pelo contrário, eu gosto, mas ninguém faz o que ele fez e não paga por isso. Tenho que admitir que vibrei um pouquinho quando o Fitz tirou o ar da cela do Ward pra ele ver como é ter hipóxia.

Voltando ao Donnie, tinha certeza que o Baksh colocaria a Simmons em teste, mas justo com o Donnie, e ainda por cima quando a S.H.I.E.L.D. também está indo atrás dele. Amei o Lance perguntando se era o primeiro pulo de para-quedas da Skye e ela respondendo, não, eu já pulei com o Coulson e a Lola. Sendo repetitiva, eu realmente fiquei com dó do Donnie, ele só queria um pouco de paz. Achei que ele machucaria a Simmons já de cara, mas ele parar para ouvi-la demonstrou que ele não era de todo mal, as respostas dela foram tão sinceras, nem pareceu a menina insegura da primeira temporada, ela teria conseguido convence-lo se estivesse com a S.H.I.E.L.D.
E para mostrar que mesmo separados, Fitz e Simmons ainda agem em conjunto, é o Fitz quem descobre que o Donnie ajudou a H.I.D.R.A. a dominar a Caixa de Areia, mas não porque quis, mas sim porque sofreu lavagem cerebral, e que a H.I.D.R.A. iria tentar retomar esse controle sobre ele.

Que agonia ver o Lance mirando nas costas da Simmons, graças a Deus a May reconheceu ela e
impediu que ele atirasse. Amei o Coulson perguntando: “Que barulho foi esse?” e o Lance dizendo: “May atirou em mim!” e o Tripp: “Cara, eu não queria ser você”.
Eu disse que detesto o Baksh? Pois é, eu detesto o Baksh triplamente, a forma como ele falou com o Donnie, esse cara só pode ser um comensal da morte perito na maldição imperius, ele me dá medo. Que coragem do Coulson em manter o disfarce da Jemma mesmo nessa situação. Eu só não gostei de ele ter dito que podiam eliminar o Donnie. Não que eu acredite que ele morreu, afinal ele é um dotado, e caiu em água congelada, então, acho que ele ainda está vivo, apenas machucado.
Boa jogada a Skye atirar de forma que a Simmons pudesse ‘salvar’ o Baksh, essa troca minima de olhares entre elas, entre os membros da equipe no geral, mostram o quão unidos eles estão. E o melhor de tudo, a S.H.I.E.L.D. ficou com a carga todinha da H.I.D.R.A..

E claro que não podia terminar sem um pouquinho de humor, o Lance falando pra May que estava bem, e que merecia o tiro, e perguntando se agora eles estavam kits, foi hilário. Eu concordo plenamente com a Skye, a Simmons na H.I.D.R.A. é assustador, e ela está sozinha, e eu também tenho medo por ela, ainda mais depois que o Baksh decidiu que quer leva-la ao verdadeiro laboratório da H.I.D.R.A. Sei que lá ela pode progredir mais lá, só que é mais arriscado né, e não quero ver a pequena Simmons presa naquela maquina maldita modificadora de cérebros, ainda mais depois de ver a Agente 33 no final. Eu gostei muito também, do Coulson conversando com o Fitz, explicando que a Simmons está fazendo algo muito importante e por isso foi embora, e que ele é muito importante no time.

E para terminar, porque já excedi – outra vez – no tamanho da Review, como assim o Ward resolve falar pra Skye que o pai dela está vivo e procurando por ela, ele não sabe que até mesmo bons corações podem falhar, e se ela tivesse um ataque?!

Bom, por hoje é isso, espero que tenham gostado, não deixem de comentar, e ate o próximo episódio Agentes *-*

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...