12 de nov de 2014

Review | Brooklyn Nine Nine - S02E06 - Jake and Sophia

Brooklyn Nine Nine volta para mais um episódio mostrando que está em uma ótima fase. Após dois episódios sensacionais (The Jimmy Jab Games e Halloween II) e um muito bom (The Mole), eis que surge Jake and Sophia: divertido, com uma jogada ousada do roteiro e aquela dinâmica perfeita entre os personagens - mais dessa parte a gente já sabe, né.


Dessa vez, com uma convidada muito especial: Eva Longoria (Desperate Housewives). Sem superar a rejeição de Amy (sim, estava na cara que esse era o motivo do "bloqueio"), Jake parecia ter perdido o charme para o "jogo". Os "Jimmy Jab Games" foram praticamente em vão, já que a amiga de Rosa não era lá uma pessoa muito amigável - diferente dele, todo brincalhão. Para Terry, o problema estava no tipo de assunto que o detetive usava em suas abordagens. Vamos combinar, falar apenas de trabalho não é legal.

E foi essa resolução que deu início ao conflito principal do episódio. Sem saber do trabalho que Sophia realizava, eles tiveram momentos de grande (e diversificada, por assim dizer) diversão. O difícil mesmo foi manter o profissionalismo diante do tribunal, uma vez que ela era a advogada de defesa de um criminoso que Jake queria prender. Ainda mais quando se trata do detetive mais pateta de todos - maturidade definitivamente não é o forte dele. Mas, no fim, até que foi possível ver uma salvação para o peralta. Ele acabou deixando a rixa de lado e convidou Sophia para sair novamente. Já é um começo. E, pelo visto, ainda teremos a presença de Longoria por mais alguns episódios. Não sei vocês, mas gostei muito dessa tentativa. 


Bom, aparentemente o lance do Boyle com a Gina chegou ao fim. Mas a interação hilária entre os dois não. Espero que, mesmo com esse rompimento, o roteiro continue explorando a relação deles, funciona muito bem. E mais um adendo... Será que teremos um envolvimento entre o pai do Boyle e a mãe da Gina? Ia ser muito engraçado.

A Amy, por sua vez, passava por um conflito interno: concorrer ou não a líder do sindicato. Como bem disse Rosa, ela seria perfeita para o cargo, afinal, quem gosta tanto dessas "coisas nerds" (tipo ir a reuniões, prestar atenção e fazer anotações) quanto Santiago? Por outro lado, era uma função  que poderia prejudicar suas chances de virar capitã futuramente, além de só atrair brigas com os colegas. Ainda bem que ela teve a aprovação do chefe, aí sim ela teve seu momento de tranquilidade e aceitação, abraçando a campanha levantada por Rosa ("vote for Amy, dummies"). Mas agora concorrer com Scully já é uma piada pronta, não? No fim, é capaz que nem ele votaria em si mesmo.


Ainda falando na Amy, ela foi o tema da cena inicial mais diferente de todas as duas temporadas de Brooklyn Nine Nine - pelo menos do que eu me lembro. Foi um "cold open", aquele recurso comum em séries como Parks and Recreation e The office em que você fica se perguntando o episódio todo se essa cena terá alguma relação com o desenrolar da história. E essa cena ainda trouxe algo inédito: uma Amy atrasada, mesmo que por 70 segundos. O mais divertido de tudo foi o Holt entrando na brincadeira e, é claro, acertando o motivo do atraso. Sem contar na cara de espanto dela, foi inesquecível. 

Por fim, só para não deixar no esquecimento, preciso reforçar meu comentário de sempre: como eu amo os flashbacks do Holt. São simplesmente hilários - mesmo que apareçam por cinco segundos. Aquele bigode é genial.


Melhores quotes:

Amy: Sir, permission to arrest Diaz for being a jerk.
Rosa: Permission to shoot Santiago for being a coward.

Jake: Everyone likes to be the little spoon, it makes you feel safe! Carl, back me up!
Carl: Yes, little spoon all the way.

- "Hey, I say that! That's my saying! Your honor, she stole my saying". - Jake

Terry: Jake, what are you doing, man?
Jake: Walking angrily away towards a door that I now see says "emergency exit only" on it, so I turning around, but I'm still ticked.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...