16 de nov de 2014

Review - Constantine – S01E04 – A Feast of Friends

Um voo vindo do Sudão traz Gary Lester e uma antiguidade preciosa com um conteúdo não tão agradável. 
Se você tem certo nojo de insetos grandes e de aparência nada agradável não vai gostar muito desse episódio e meninas e vocês odeiam baratas voadoras vão descobrir que há insetos bem mais assustadores que elas.
Só eu que não estou achando o Manny tão útil assim na série?
O moinho esconde várias armadilhas inclusive para invasores e Gary cai em uma delas bem curiosa, ligada à gravidade. 
Junto dele há os besouros do arroz uma das mais destrutivas pragas do mundo. Gary é um velho conhecido de John desde Newcastle.
Conta sobre o que aconteceu no Sudão quando prendeu um demônio no frasco e que agora ele está solto causando mortes.
Constantine vai ter que ir à caça de um Demônio Faminto e para isso vai usar um frasco com Selo de Salomão.
Já que Constantine não se abre para Zed ela consegue algumas informações com Gary. Como  o que aconteceu em Newcastle. Um grupo de "amigos" que achavam John "o cara" da Magia Negra. A filha de um amigo de John, Astra, estava possuída, ninguém sabia o que fazer e como salvá-la, mas John tinha um plano.
Não conseguimos saber mais sobre o que aconteceu porque Zed acabou tocando em Gary e absorveu o lado "podre" do vício dele e ficou "chapada" por tabela. 
A primeira tentativa de John de tentar prender o Demônio não deu certo e confesso que foi nojento ver aquele bando de inseto saindo e entrando nas pessoas. O.o 
John procura a ajuda de um xamã de nome Nommo, pelo jeito um velho amigo que o ajuda a identificar o demônio como sendo Mnemoth, mas que para saber como derrotá-lo irão precisar fazer uma viagem.
Viagem juntos com ajuda da Névoa, a droga mais poderosa do mundo. Uma vez usada os efeitos duram para sempre. Mas há um antídoto o Néctar do Nhialic. 
"Mnemoth sempre esteve conosco. A fome que as massas tinham dava forças ao espírito. Mas nada satisfazia o apetite do demônio. Depois de consumir um corpo, ele seguia para o próximo deixando um rastro de morte. O xamã não pode sentar e ver seu povo morrer de fome. ele conseguiu ver o que ninguém pôde. Isso era obra de um espírito maligno. Ele enfrentou uma escolha impossível, pois todos eram suas crianças. Só havia uma forma de pará-lo. O demônio foi convidado para possuir um menino oferecido pelo xamã como sacrifício. A sagrada adaga Kusa, usada para a escarificação, passada por gerações de xamãs, séculos de magia poderosa contida nela. A língua precisou ser removida para o xamã não ser amaldiçoado pelo que fez. O padrão precisava ser exato. Mnemoth não resistiu à oferta. Ao possuir o menino ele começou a consumi-lo, mas o menino estava preso pelas marcas de contenção e o xamã saiu sabendo que ele consumiria o menino e ele mesmo."
Depois dessa viagem por favor não queiram procurar no google se a droga existe e muito menos vão a procura dela!!! Não façam isso em casa!!! kkkk.
Fiquei na curiosidade se os drogados realmente experimentaram a amostra grátis oferecida pelo John em troca de não continuarem a bater no Gary.
Gary se culpa por estar drogado quando tentaram salvar Astra e ter se escondido quando a ouviu gritar enquanto sua alma ia para o Inferno. 
Final chocante quando para impedir Mnemoth Constantine "usa" Gary como recipiente vivo para prendê-lo. 
Zed então tem a noção de que quando John diz que as pessoas ao seu redor morrem é verdade, mas mesmo assim decide estar ao seu lado.   
 Com o passar os episódios podemos notar que os inimigos tem ficado bem mais tensos e John tem precisado constantemente de ajuda de seus "amigos" ou digamos conhecidos. 
Sabemos também que ele tem se mantido sozinho para evitar que eles morram. 
Até quando Manny vai ficar como enfeite na série e realmente dar uma "luz" e ser útil?
E dá par ao Chas terminar logo de consertar o táxi e fazer presente!!!

Promo Próximo Episódio
 Episode 1.05 - Danse Vaudou











0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...