12 de fev de 2015

Review| Agent Carter - S01E06 - A Sin to Err


"Uma mulher? Você está me dizendo que uma mulher derrubou um time de Agentes do Governo altamente treinados?" 

Não tenho o que dizer desse episódio, foi fantástico do começo ao fim, e que fim ein... gostaria de deixar registrado minha indignação por terminarem um episódio dessa forma, meu coração não aguenta toda essa tenção não... mentira, aguenta sim, ainda mais depois de um episódio maravilhoso desses... Elogios a parte, vamos à review.

Começando pela ignorante arrogância do Dooley, ok que ele é o chefe e tal, mas a Carter estava fazendo perguntas bem mais corretas e importantes, e ela tinha boas razões para faze-las. Não que eu esteja alegando que o Dooley não fez as perguntas certas ao Doutor, mas poxa, se fosse o Thompson ele não teria tirado da sala. Pelo menos ele a deixou investigar um pouco mais sobre as 'Viúvas Negras' e o Stark, mas ainda assim fiquei com muita raiva quando ele disse pra ela: "Veja só, você consegue ficar calada quando quer". Cuidado ein Dooley, só falta você pra ela bater.

Já que estamos falando do Dooley, eu nunca, em momento algum, imaginei que o Doutor era mal,
quer dizer, quando ele mandou o cientista respirar e focar no som da voz dele, eu achei mega semelhante ao que o Bakshi fez para controlar o Donnie, mas ai imaginar que ele era mal, não mesmo. Sinceramente, eu só me toquei que o homem era mal quando ele abriu a janela e a Dottie estava com uma arma apontada para onde ele estava, nessa hora eu ate gritei, toda preocupada, pra ele ter cuidado, então, ele pareceu ver ela, e continuou lá, então ela olha para as mãos dele e ele parece estar enviando uma mensagem, mensagem essa que a Dottie entendeu muito bem: "Preciso de mais tempo... Mate Peggy Carter", e foi ai que eu, perplexa, descobri que o Doutor era um homem mal. E olha que se não fosse pelo Sousa interromper a conversa do Dooley com o Doutor, o Dooley teria sofrido uma lavagem hipno-cerebral ali mesmo.

Sem duvidas, as cenas da Peggy e do Jarvis falando com as ex do Howard, foram umas das mais divertidas, gente, esse homem é muito galinha, e ainda comprava uma pulseira de ouro e diamantes pra cada uma, pobre Jarvis, levou mais tapas que pandeiro em roda de samba. Mas definitivamente, a melhor cena deles nesse episódio, foi ambos dando aquela surra nos Agentes da SSR enviados para pegar a Peggy. Foi tão legal ver ela surrando todos aqueles homens, alguns com o dobro do tamanho dela, e a alegria do Jarvis ao ajuda-la a detê-los foi fofa de mais. No entanto, o auge, o momento qual eu vinha esperando a quase 6 episódios, ocorreu segundos depois, quando, com toda classe, Peggy Carter derrubou, com apenas dois golpes e desarmada, um armado Jack Thompson, céus, como eu gritei de alegria com isso, porque convenhamos, ele bem estava merecendo. Claro, que em seguida ele encontrou o Sousa, e não vou mentir, eu achei que ele fosse tentar para-la, visto que foi ele quem descobriu, sozinho, que ela era a mulher nas fotos, mas não, ele deixou ela ir, deu pra ver a magoa no olhar dele, mas ainda assim, ele deixou ela ir. 

A cara do Dooley quando o Agente chegou e disse que a Peggy fugiu foi ótima, adorei ele percebendo que a Peggy não é qualquer Agente, obvio que ele exagerou colocando cada Agente a disposição atras da garota, mas bem, é a Peggy, então sim, ao fazer isso, ele estava assumindo que ela era muito melhor do que a maioria deles. Apenas acho que a Peggy cometeu um erro ao ir buscar o sangue do Steve, porque eles não iriam olhar atas do quadro, e indo ao Griffith ela se colocou em muito perigo. Tive que rir com o desespero da Senhora Fry ao tentar impedir que os Agentes subissem ate os quartos, sem contar a indignação dela ao ver a parede do quarto quebrada, porque claro, há Agentes Federais atras de uma das inquilinas, mas o mais importante é a parede quebrada. Que agonia ver a Peggy andando no beiral do quarto andar, a expressão de medo no rosto dela foi mais que o suficiente para me deixar muito nervosa.

Quanto a Angie, bem, a Angie merece um paragrafo só pra ela, porque a atuação dela foi fantástica, se a Broadway não te aceitar garota, vai pra Disney, você tem uma carreira e tanto pela frente. Foi simplesmente hilaria e incrivelmente carismática a cena dela chorando nos braços do Thompson e ele completamente sem saber o que fazer, sem contar que ela deixou ate o Sousa sem graça e conseguiu convencer a Senhora Fry de que realmente estava chorando, adorei ela olhando pro Thompson com grandes olhos tristes e perguntando "Qual é o nome da sua avó?". Também foi uma gracinha ela falando pra Peggy "Sabia que você não trabalhava na companhia telefônica". A Angie sim é uma amiga de verdade, ficou ao lado da Peggy sem saber metade da história. E foi exatamente esse carisma que fez gritar muito quando, no final do episódio, ela entrou no quarto da Dottie, e eu fiquei morrendo de medo que a Dottie a machucasse.

Falando mais um pouco sobre o Doutor, fiquei com muita pena do Agente que ele hipnotizou, o coitado contou tudo que ele perguntou e por fim ainda se matou, gente, isso é muito cruel, potencialmente sem falhas, mas cruel. O que me fez pensar, quem é esse Doutor, será que ele é o Leviatã? E o método que ele utiliza seria o primórdio do Método Faustus, tão usado pela Hydra atualmente? Seja ele quem for, é um Doutor muito assustador. Pegando carona no trem do terror, a Dottie é outra absolutamente assustadora, quando eu pensei que a Peggy conseguiria fugir do Griffith em relativa segurança, lá estava ela, com toda sua falsidade inocente, por um momento eu cheguei a pensar que ela ignoraria as ordens do Doutor, visto que toda SSR já estava atras da Peggy, mas não, ela ainda usou o próprio batom da Peggy para derruba-lá. Ainda bem que o Sousa e os outros acharam a Peggy antes de ela poder fazer qualquer coisa, obvio que eles terem pego a Peggy não foi nada bom, mas ao menos, por enquanto, eles não tinham uma faca cuidadosamente mirada na garganta da Peggy.

Finalizando, adorei o medo do Thompson de que a Peggy fugisse, apanhou uma vez e não quer
apanhar de novo, a Peggy toda grogue e ele ainda algemou ela. Por mais complicada que fosse a situação da Peggy, eu tive de rir com ela dizendo que não era necessário algema-la na mesa de interrogatório e o Thompson respondendo:"Você mandou 3 agentes da SSR para o hospital hoje, então sim, é muito necessário." 
A unica coisa injusta, foi o episódio terminar exatamente ai, com a Peggy injustamente capturada e tendo o Sousa como seu interrogador e o Thompson e o Dooley de guardas para faze-la falar. 

Bem Agentes, por hoje é isso, espero que tenham gostado, abaixo segue a promo do 1x07, penúltimo episódio de Agent Carter, não deixem de comentar e até mais *-* 


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...