2 de mar de 2015

Review| The Blacklist - S02E13 - The Deer Hunter


"O que vai fazer? Me deixar de castigo?"

Embora os episódios não venham sendo os melhores, eu me diverti com varias cenas desse, e também, foi interessante um episódio em que não caçavam um número na lista do Red. Considerações a parte, vamos a Review.

Logo no inicio, pareceu um dos episódios de Criminal Minds, quando a BAU esta dando uma palestra na Academia ou em alguma Universidade, claro que a BAU teria pego de cara a questão do imitador, mas vamos lá Serial Killers não são o ponto forte da Força Tarefa, então, vamos dar um desconto a eles. Finalmente o Detetive deu as caras de novo e pudemos ver um pouco mais do desenrolar da história sobre ele acusar ou não a Lizzy de assassinato, mas depois falamos disso, primeiro, precisamos concordar, que seja lá o interesse do Red na Lizzy, ele é tão filho da mãe, que ate com ela, que é alguém que ele realmente gosta, ele trama acordos desvantajosos que parecem momentaneamente ótimos. Porque né, ela tem o Fulcro, pode fazer a chantagem que quiser, e o esta 'trocando' pelos conselhos do Red para pegar um serial killer, isso não parece muito vantajoso.


Enfim, primeira coisa que o Red diz, mostrando que a Lizzy aceitou o acordo da ajuda dele por algo sobre o Fulcro, é que o 'perfil' do serial killer esta errado, e que ela é uma mulher, não um homem. Depois um bom tanto de discussão e fatos, e um rapazinho intruso no IML, Lizzy e Ressler descobrem que seu serial killer é um imitador, e nós, caros espectadores e privilegiados por conhecer todos os fatos - menos a verdade sobre a Lizzy e o Red, esse é um fato com classificação nível infinito - já sabemos que sim, o serial killer é, na verdade, uma mulher.

E aqui, registro uma pequena reclamação e também um alerta ao Red, ele está mimando a Lizzy, a garota nem precisou preparar uma defesa, se desesperar mais, sim, eu sei que ela está bem desesperada, mas eu me refiro aquele desespero onde ela o procura e pede ajuda. Ele não pode livra-la de tudo, muito embora, agir sem que nem mesmo a própria Lizzy suspeite é brilhante, o que me faz pensar, quem esta vigiando a Lizzy para que ele saiba de tudo, mas não saiba que ela encontrou o Fulcro? Seria o Tom? Bom, a forma como o Red conseguiu convencer o carinha a não testemunhar contra a Lizzy foi assustadoramente inteligente, e mostrou que o cara não era tão do lado errado da força, afinal, ele optou por salvar o irmão e de quebra, a Lizzy ficou livre, por enquanto. Se um dia, eu precisar de alguém para uma dupla criminosa, ou mesmo para protetor de confiança, esse alguém seria o Red.

Não posso deixar de comentar como a atuação da Lizzy vem melhorando a cada episódio, esse dilema moral que ela vem enfrentando, realmente nos passa uma sensação de desespero. Estou gostando muito da relação de confiança que ela criou com o Ressler, acho legal ele ajuda-la e ela ouvir os conselhos dele. É em meio a uma dessas conversas que ele descobre como provar que eles estão atras de um imitador, claro, que quando ele disse que seria pela arcada dentária, aqueles que são fãs assíduos de series policias devem ter dito:'serio que não haviam pensado em comparar as arcadas dentarias?'. Seguindo, eles podem comprovar que são arcadas dentarias diferentes, e que a das ultimas seis mortes é menor.

E ai, descobrimos um pouco mais sobre a Caçadora de Cervos, também conhecida como Tracy, uma
senhora que após receber ajuda de uma instituição chamada Lar Branco, que ajuda pessoas vítimas de violência, passou a trabalhar para eles, e agora mata homens que machucam e/ou perseguem suas esposas, namoradas ou mulheres que os rejeitaram. Como a Lizzy desconfiou ao conversar com a esposa da última 'vitima' - que não era tão vítima assim - ela escondia algo, o problema foi que, qualquer um que conversasse com ela notaria que ela estava escondendo algo, não demorando muito para Tracy ir atras dela, no mesmo dia e hora em que o FBI voltava até ela. E o que a Lizzy faz ao ver que a mulher não responde? Asneira, é claro. Tudo bem que ela estava nervosa, não estava pensando direito e tal, mas ir atras de uma serial killer sozinha, sem nem ao menos avisar o parceiro de que estava indo atras da suspeita, foi apelar para burrice, é claro que ela foi capturada, de novo.

Depois que a Tracy a prende, vemos aquele discurso doentio tipico de todo serial killer que acredita estar fazendo o certo, eu já esperava que a Tracy tivesse matado o verdeiro Caçador de Cervos e assumido seu lugar, eu só não esperava que ele fosse o marido dela. O que só faz dela uma mulher quase mais doente do que o marido era. E é isso que a Lizzy diz a ela, no entanto, se olharmos por outro angulo, o que a Lizzy disse para TRacy, também se aplica a ela, o que foi meio assustador, ainda mais porque ela quase matou a Tracy estrangulada, usando apenas as pernas. Serio, se o Ressler não tivesse gritado com ela, ela teria matado a mulher, sem ao menos se dar conta por completo do que estava fazendo.

Achei super digno o que o Ressler falou para Lizzy quando ela disse que iria contar tudo ao tal detive, sim, ela fez maior caca em manter o Tom preso e em não impedi-lo de matar o senhor, mas se entregar, por algo que, indiretamente, não foi ele que fez, nessa altura do campeonato, não ajudaria em nada. E o que falar da Navabi e do Aram, tão fofinho ela dizendo que gostava dele, mesmo que ele ficasse careca, que era apenas pra ele não engordar. Tive de rir da carinha dele.

E para finalizarmos, temos a conversa entre a Lizzy e o Red, que só me fez bater ainda mais na
mesma tecla e dizer que sim, ele tem de ser pai dela, e se não for, já assumiu o papel deste. Primeiro pelo ar de sermão paterno com o qual ele repreendeu ela por ter ido sozinha atras da suspeita. Depois com ela perguntando "O que vai fazer? Me colocar de castigo? Não vai me deixar usar meu celular?", eu tive que rir com a cara que ele fez. Adoro a capacidade que ele tem de sair de uma situação embaraçosa e colocar outra pessoa em seu lugar, nesse caso a Lizzy. Mas antes, não creio que ela disse mesmo pra ele que esta com o Fulcro, parece que não conhece o homem que estava ao lado dela, é claro que ele vai investigar ate não poder mais, e descobrir onde está antes mesmo dela pensar em esconder em outro lugar. O que não podemos negar, é que o Red disse a verdade que a Lizzy menos queria ouvir, ela tem medo de se tornar inútil pra o Red e mais medo ainda dele desaparecer da vida dela. Ela pode negar o quanto quiser, mas o Red já se ternou a família dela e pelo que ele fez nesse episódio, de não ir falar com o homem do cofre, para resolver a situação dela, ela também é a família dele.

Antes de terminar, gostaria de dizer que, eu não vi o Tom nesse episódio, como assim ela aparece na promo, mas não aparece no episódio?? Ai, ai, ai, que é isso NBC!? Bem, por hoje é isso, espero que tenham gostado e não deixem de comentar. Ate logo *-*

Segue a promo do 2x14




0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...