29 de mar de 2015

Review| The Blacklist - S02E17 - N° 97: The Longevity Initiative


"Feliz Aniversário Lizzy, você se tornou tudo que o Sam sonhava, e mais"

É Tom, parece que começarei e terminarei essa review falando de você, porque né, mal voltou e já bagunçou a serie inteira, principalmente a vida da Lizzy. Acho uma graça que, mesmo ela dizendo que o odiava, mudando de casa, de cabelo e tal, ela não pensou em mudar o número do celular. Parece que ela fez isso para deixar uma brecha, mesmo que pequena, para que o Tom pudesse voltar para a vida dela, e ele agarrou essa brecha com todas as forças que tinha. Quase achei que fosse brincadeira dele quando ele pediu ajuda pra Lizzy, logo no começo do episódio, só acreditei que não era quando o senhorzinho que criou ele apontou a arma pra cabeça dele e o mandou abrir a janela, e ai os carinhas Alemães chegaram pra 'acertar' as contas pela traição.

Mas antes disso, muita coisa aconteceu, como a apresentação do Blacklister da semana, um Doutor/Cientista, que estava usando cobaias humanas para, supostamente, experimentar genes e teorias de imortalidade. Claro que esse tipo de experimento é assustador, e quase sempre acaba ferindo pessoas inocentes, mas as pessoas por trás desses experimentos são geniais, as vezes cruéis, mas ninguém pode negar que suas teorias são impressionantes. Antes de discutirmos o que levou o Red a levar o caso da Longevity Initiative à Foça Tarefa, que coisa mais fofa o Red presenteando a Lizzy com o vinho que ela fez com o Sam quando era criança, ele já deixou claro que conhece a vida dela toda, mas os detalhes que ele sabe, ou ele é o pai, ou se colocou como uma espécie de padrinho na vida dela. Bem, sobre o Blacklister, a principio eu não entendi qual era a do Red em destruir uma companhia que faz pesquisas em busca de dar longevidade ao corpo humano, e admito, eu só fui entender isso lá no finalzinho, quando ele contou tudo a Lizzy.

Bem, após a morte de um policial, que ocorreu logo no inicio do episódio e a dica do Red, eleschegam a Roger Hobbs, que é o dono da tal Longevity Initiative, e adivinha de quem ele é amiguinho, do tal Tom, o amigo manipulador do Cooper, que ódio que me deu quando o Cooper ligou para o médico, dizendo que estava melhorando, logo após ter um pequeno desentendimento com o Tom, e o médico disse que cortariam alguns pacientes e ele achava que o Cooper seria um deles. Serio isso, que belo amigo ein, já quero o Red botando ele em seu devido lugar e assumindo o posto de benfeitor - em questão do tratamento - do Cooper. Claro que a busca com o Hobbs não deu em nada, mas a autopse levou a algo como a vitimologia, pacientes com dano severo no lobo frontal, e o mais assustador, não é que ele causava isso nos pacientes, ele estava fazendo experiencias com esse tipo de paciente. Conversando com um amigo, em uma casa de repouso, de onde uma das vitimas sumiu, Lizzy e Ressler chegam à uma companhia farmacêutica, e ao homem responsável por entregar os medicamentos e também por levar os pacientes ate o Doutor que por ventura, vinha os matando com suas experiencias.   

Assim que o capturaram, ele logo deu o nome do homem para quem trabalhava, Julian Powell, e por um bom momento eu tive muita raiva dele gritando com aquela pobre mulher. Então, eles invadem o laboratório dele, e eu quase esqueci que estava com raiva por ele ter maltratado os pacientes daquele forma, porque o laboratório era fascinante, não só pelos experimentos, mas pelas ideias por trás deles, e claro, por aquele coelhinho lindinho que brilhava no escuro. A teoria de utilizar as células da Água-viva Imortal para estimular as células cerebrais danificadas a se regenerarem é brilhante, o Powell apenas fez errado em utilizar cobaias humanas sem a permissão delas e sem um estudo em vitro primeiro, mas a ideia em si é brilhante. Seguindo o rastro do Powell, eles voltaram a Longevity Initiative, mas sem ter provas concretas contra o Hobbs, e com o Cooper tendo quase certeza que a investigação contra o homem é o que o quase o tirou do programa, eles precisaram solta-lo. Mas, antes mesmo de chegarem a leva-lo para interrogatório, para minha total surpresa, quem estava conversando e se propondo a ajudar o Hobbs, ele mesmo, Ray Red, mas, não havia sido ele mesmo quem levou o Hobbs ate a Força Tarefa? Pois é, foi ai que eu comecei a notar que havia algo que o Red não estava nos contando.

Após o Aram dar uma olhada nos documentos encontrados no laboratório do Powell, eles chegam ate
uma mulher, também com danos severos no lobo central do cérebro. Supondo que esse seria sua ultima paciente, a Lizzy e o Ressler vão até a clinica atras dela e dele, chegando lá, eles descobrem, quase ao mesmo tempo que nós, que a mulher é, na verdade, a noiva dele, e, após o Red praticamente salva-lo do FBI, e quase me fazer ter um treco ao dizer que não queria mata-lo, queria saber mais sobre o trabalho dele, e se poderia recuperar as memorias que a Lizzy perdeu quando era pequenininha, descobrimos também, que além da pesquisa não ser real, que ele foi o responsável pelo acidente que deixou a noiva naquele estado. Eu sei que o Powell foi cruel, mas ele tinha uma boa intenção, sim, ele sabia que a pesquisa sobre imortalidade era uma fraude, mas ele estava tentando ajudar as pessoas que se encontravam na mesma situação da noiva dele, e se não fosse pela forma errônea e precipitada que ele tentou fazer isso, as atitudes dele para ajuda-la seriam nobres, então, eu realmente fiquei muito chateada quando ele se matou, acho que nem o Red esperava por isso.

Enquanto isso, lá estava o Tom e o senhor que eu não me lembro o nome, sendo torturados pelos Alemães. Minha Nossa, me deu ate um coisa ruim na espinha quando o carinha jogou o Tom no chão e outro o segurou e o primeiro perguntou pra ele: "Você já ouviu falar na águia de sangue?" e começou a explicar a forma como ele abriria a pele ao lado da coluna do Tom e depois puxaria os pulmões para fora pelas costelas e então os veria batendo como duas asas de sangue. Serio, não sei como o Tom conseguiu rir na cara dele, mesmo com as costas meio cortadas e todo arrebentado e ainda dizer que não contaria nada. Mas ai, foi só tocar no nome da Lizzy e ameaça-la que toda lealdade dele para com o senhor foi-se para todo sempre, o que me faz questionar se ele esta tramando algo ou se realmente se preocupa com a Lizzy. Seja qual for a ideia dele, ele se livrou de morrer nas mãos dos Alemães ao contar porque estava lá, mas conseguiu que o senhor se tornasse quase tão inimigo dele quanto o Red.

Por fim, temos a Lizzy conversando com o Red, e nessa hora ele já havia se acertado com o Hobbs, e eu continuava sem entender o motivo dessa 'ajuda', então, ele conta pra Lizzy que precisou criar esse problema para o Hobbs, para que ele pudesse levar o FBI a investiga-lo e ele poder ajudar, assim o Hobbs ficaria devendo um favor a ele. Favor esse que o Red pretendo cobrar quando a 'nuvem negra que esta se aproximando' chegar ate eles. Ok Red, agora explica, o que é essa nuvem negra, e como você sabe que ela esta a caminho? E porque ela esta a caminho? Claro que nenhuma dessas perguntas foi respondida. Ao invés disso tivemos aquela cena mega fofa do Ressler e a Lizzy comemorando o aniversário dela. Eu acho que os dois fazem um casal bem bonitinho, mas fico pensando, que uma amizade dessas de verdade, que resiste a tudo e a todos, seria ainda mais bonita entre eles do que um romance. Ainda mais com esse final, onde a Lizzy chega em casa e da de cara com o Tom, dizendo: "Eu não sabia mais para onde ir".

E pela promo do próximo episódio, podemos ver claramente que sim, ela ainda ama o Tom, e muito. E é claro que eu não vou terminar sem antes comentar o quão bonito foi o Red ver todas aquelas fotos dos antigos aniversários da Lizzy. Por favor Red, conta logo quem você e principalmente a Lizzy, realmente são. Bem, por hoje é isso pessoal, espero que tenham aproveitado, e ate a próxima *-*   

Promo 2x18









0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...