26 de abr de 2015

Review| The Blacklist - S02E19 - N° 62:Leonard Caul


"Sabemos quem você é e o que você fez. Você desafiou o Reddington e você perdeu."

Duas semanas de espera muito bem recompensadas com esse grande episódio! Grande porque foi bom, já em questão de tempo, acho que a NBC usou magia de novo, porque passou voando. Acredito que essa reta final promete e pela promo do próximo episódio, acho que estou certa...

A continuidade no inicio do episódio foi impecável, trazendo os detalhes importantes e deixando o de mais para ser lembrado no decorrer dos fatos. Por um momento achei o homem que estava revelando as fotos poderia estar perseguindo a Lizzy, mas logo esqueci dele ao ver que o atirador não havia dado um tiro e desaparecido, mas que os atiradores continuavam em pleno tiroteio com o Dembe e a Lizzy. Ainda bem que os carros deles eram blindados, porque se não, nem quero imaginar. E o que foi a comoção que a Sra. Kaplan fez, ela mandou uma mensagem, praticamente sem informações, e toda uma equipe médica, retirada de todas as partes e incrivelmente competente, largou tudo que estava fazendo e correr preparar um centro cirúrgico completo, em lugar pré-determinado, para salvar o Red. Gente, esse cara é perfeito, é inteligente, estrategista e ainda tem uma equipe tremendamente leal. Só falta assumir com todas as letras a paternidade da Lizzy.

Que agonia essa cirurgia do Red, me deu um treco quando o médico disse que ele havia perdido o
pulmão direito e o treco só duplicou quando a Lizzy entrou em contato com o Cooper, dando a localização dela e o Tom - amigo chantagista do Cooper - estava lá. Mas ai, chegaram os reforços do FBI e a Sra Kaplan matou todos eles e eu gritei com a Lizzy aquele "What the hell!?"então, no momento seguinte o médico esta morto e eles estão lutando para transferir um Red correndo risco de morte porque aquele não era o FBI. E claro, antes de entrar em cirurgia, quase morrendo, Red, que não gosta de quebrar a rotina, deu um nome a Lizzy, nome esse que quase nem importei, ate descobrir que ele era o cara que estava revelando as fotos. O fato é, mesmo tendo uma importância, nesse momento, tudo que importava era o Red, prova disso é que a Lizzy entra em contato com o ex-namorado - que descobrimos mais tarde, ela abandonou por causa do Tom - que é cirurgião, pedindo ajuda para salvar o Red e os leva para onde, para o que me pareceu o antigo barracão onde o Tom se escondia, e quem está lá, ele mesmo, Tom Keen em pessoa. Então é, a Lizzy esta desesperada e o Red é sim a prioridade no momento, Leonard Caul pode esperar.

Ainda para ajudar, o antigo namorado da Lizzy, embora tenha 'salvo' o pulmão do Red, cobra para continuar a cirurgia, bem, vamos entender o lado do cara né, foi envolvido com o cara mais procurado do FBI, esta correndo perigo e está endividado, então, da para dar um desconto. Mesmo assim, eu adorei a Sra. Kaplan oferecendo mais do que ele pediu e perguntando se eles poderiam continuar. Voltando ao Caul e também ao Fulcro, acho que o Dembe sabia que a Lizzy olharia as fotos no apartamento para onde ele a mandou, ele quer contar algo a Lizzy, mesmo sem contar, e o fato de pedir pra que ela nunca digo ao Rred que esteve no apartamento, só me faz pensar cada vez mais, que o Red é sim o pai dela. Ele tinha fotos dela na sala, e tem as fotos dela que ela guarda com ele, tem de ser essa a ligação entre eles. Tão bonitinho o Red acordando e perguntando da Lizzy, o Dembe todo preocupado que a Lizzy não havia achado o Leonard e ele me solta aquele: "E nem vai achar, mas se ela o está procurando, ele irá encontra-la.". Será que o gatinho que estava no apartamento é do Red?

Dito e feito, a Lizzy mal teve tempo de por o pé pra fora do apartamento e lá estava Leonard Caul e
também uma arma esperando por ela, e olha, por um momento achei que ele estava trabalhando para os atiradores que tentaram matar o Red, ainda bem que eu estava errada, fiquei super aliviada quando a Lizzy esclareceu que só queria conversar com ele. Não deu nem tempo de questionar quem, afinal de contas ele era, quando ele desembuchou que havia escrito a criptografia do Fulcro, que é bem mais do que um arquivo de chantagem, é uma bomba - no sentido figurado - prestes a explodir. No entanto, achando que não haviam colocado ação de mais no episódio, alguém vazou a localização do Red e um ataque está prestes a começar. Se a cirurgia do Red foi angustiante, ver aquele esquadrão armado ate os dentes, invadir o local para um Red acamado e indefeso, foi muito, muito pior. Claro que eu estou fazendo um pouco de drama aqui, afinal, o Red nunca estará indefeso, vamos dizer apenas que ele não estava em um bom momento, e mesmo assim mandou a Sra. Kaplan embora, segurou a arma que ela deixou as mãos dele e conseguiu matar pelo menos uns três.

O problema, é que isso não foi o suficiente, e embora eu soubesse que não matariam o Red, o pensei no Tom - nem sei porque, nem gosto tanto assim dele -  e no Dembe e nas torturas que poderiam infligir ao Red. E para minha grande surpresa, Elizabeth Keen adentra o Quartel General da CIA e mostra ao caro Diretor que não se brinca com o Red, e a garota nem ao menos pensou no que estava fazendo, ela apenas entrou, ligou o Fulcro e esfregou na cara dele que eles sabiam de tudo, que o Red tinha sim o Fulcro e que se ele não quisesse que o mundo todo ficasse sabendo, era bom ele parar o ataque. Adorei que ele teve que botar o rabinho entre as pernas, mas nem deu pra comemorar, quando ele disse que a Lizzy havia conseguido inimigos mais poderosos do que ela poderia enfrentar, eu pensei "Puff, ela tem o Red", mas ai ele disse: "Nunca havia notado o quanto você se parece com sua mãe", e eu me dei conta que ninguém fala da mãe dela, quem é a mãe da Lizzy? E o que aconteceu com ela, afinal de contas?

Finalizando em grande estilo, temos o Red explicando para Lizzy porque colocou o Tom na vida dela
e porque tentou tira-lo de lá depois. Não vou dizer que o Red agiu corretamente, mas também não foi como aparentou, ele não contratou o Tom para casar com a Lizzy, contratou para ser 'um amigo de um amigo', mas ele se apaixonou, mudou de lado e o Red perdeu o controle de tudo. Quando a Lizzy perguntou se havia algo mais pra falar e ele a olhou daquela forma, eu realmente pensei que ele is dizer que era pai dela, mas né. Agora, ela meio que aceitou a ajuda do tom para descobrir mais sobre o passado do Red. Não posso esquecer de comentar que eu sabia! Tinha certeza que aquele amigo do Cooper tava aprontando algo, tinha certeza que ele estava ou viria a se envolver com o Diretor da CIA, só espero que o Cooper não se machuque com isso. E ainda tem aquela promo maravilhosa instruindo a não confiar em ninguém, com perseguição e a Navabi atirando no Dembe. Não aceito que um deles seja traidor e muito menos que o dembe morra. Bem, por hoje é isso pessoal, espero que tenham gostado, não deixem de comentar e ate a próxima *-*.



0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...