29 de out de 2015

Review| Agents of S.H.I.E.L.D. - S03E05 - 4,722 Hours



"Da próxima vez que quiser saber se alguém é real, peça que batam em você!"

E quem diria que um dia eu estaria aqui, realizando o sonho bobinho de escrever uma review inteirinha sobre a Simmons. Pois é, esse dia chegou e já vou falando que não deixou nada a desejar, trouxe até coisas de mais, mas foi mais um excelente episódio. A começar pela atuação impecável da Elizabeth, a Jemma foi 'deixada de lado' inúmeras vezes, muitas cenas realmente importantes foram cortadas durante a temporada passada, e agora a menina vem e mantém a qualidade, emoção e adrenalina de um episódio todo focado nela, isso ai não é pra qualquer um não...

O episódio contou como foram as 4,722 horas que ela passou naquele planeta, desde sua chegada até o resgate dramático. Antes de começar a falar, de fato, do episódio gostaria de comentar meu desagrado com alguns comentários que li sobre a Jemma, então, antes de ler o paragrafo seguinte, tentem se colocar na situação da menina e ver o mundo como ela viu. Acredito que se nos colocarmos no lugar dela, não haverá motivo algum para diminuí-la ou menosprezá-la. 

O episódio começou como a temporada passada terminou, e eu vou dizer que achei graça nela chegando no outro planeta, tá, ela ficou assustada, mas logo já estava lá, atualizando a situação, verificando as diferenças e semelhanças com a Terra, como se estivesse em um passeio científico. Claro que eu sabia que as coisas piorariam rapidamente, mas foi divertido aproveitar esse momento 'sou cientista acima tudo'. Mas as coisas pioraram rapidamente, e como a Jemma bem disse, não podemos ficar sem água por muito mais de 100 horas, ela não podia esperar pra sempre, era o momento de partir em busca de água e comida. Uma graça a Simmons imaginando como seria o primeiro encontro com o Fitz ' E se não tiver assunto, pela primeira vez na vida', as horas passam e nada de água e ainda pra ajudar, aquela tempestade pega ela no topo de sei lá onde ela tava.

Sinceramente, só em uma situação como a dela eu beberia aquela água com coisinhas boiando, mas eu não sei se eu entraria naquela água ainda mais sem conseguir ver o fundo. Pobre Jemma esqueceu das criaturas que podem viver nas profundezas e quase me matou de susto ao ser sugada por aquela coisa. Quase não acreditei que depois de conseguir fugir ela desenrolou aquele tentáculo da perna e ainda o comeu. E o que dizer dela se preparando pra batalha e enfrentando o mostro planta de frente, que agonia quando a coisa puxou ela e ela não voltava, mas por fim conseguiu vencer a batalha por comida, fez fogo e ainda comeu a coisa e arrotou. Sempre tendo o Fitz como ancora, acho que sem a esperança de que ele viria buscá-la ela não teria mantido a sanidade por tanto tempo. E quando pareceu que as coisas poderiam se ajeitar, lá foi a Jemma cair em uma armadilha. O lado bom, havia um humano por trás da armadilha, o lado ruim, bom era um humano a mantendo presa em uma jaula. Sei que a situação não era boa, mas foi engraçado ela se colocando na situação da Maria de João e Maria e perguntando se ele estava engordando ela pra depois come-la. O melhor, no entanto, foi todo o drama que ela criou para fingir um envenenamento, para menina que não podia mentir, você está se superando, claro que o moço estar a anos nesse planeta contribuiu pra ele acreditar, o que custou uma 'panelada' na cabeça.

Não fosse aquela pedra maldita e aquela tempestade estranha, ele jamais teria pego ela, de qualquer forma, foi bom ele estar lá, em seguida descobrimos que ele se chama Will e que a tempestade não é só uma tempestade, alguma coisa está no meio dela. Outro momento bem humorado, mas angustiante foi a Simmons costurando a própria perna. Bem, dai pra frente vemos uma dinâmica se formando entre ela e o Will, passando pelo "Meu Deus, você está aqui a catorze anos" e a surpresa dele em descobrir as evoluções de um celular. Descobrimos que Will veio acompanhado de cientistas e que todos morreram/foram mortos pela 'coisa' que vinha com a tempestade, acompanhamos o tempo passando e a bateria modificada pelo Fitz do celular da Jemma não acabando, ela mostrando um vídeo de aniversário com um bolo de TARDIS que a equipe fez pra ela, ela sendo a voz da esperança enquanto o Will era uma voz não tão esperançosa, até que ela perde a paciência de não conseguir nada e sai com bem pouco humor. Mas é a Jemma, o humor dela sempre melhora logo, lá está ela catando 'leguminosas' quando vê um lugar que a chama atenção, vai conferir e acaba encontrando algumas coisinhas, entre elas a possível forma de calcular uma saída, mas também chama atenção da 'coisa' que parece sentir o cheiro do sangue dela, já que ela cortou a testa. Eis a cena que vimos no final do primeiro episódio.

Will fica muito chateado por ela ter ido na zona proibida, mas ela não está nem ai, Jemma Simmons tem um novo plano em mente. E vamos concordar, a menina não é um gênio por acaso, foi triste ela dizer adeus a foto do Fitz e usar o restinho de bateria para ligar o computar e fazer os cálculos necessários, mas gente, ela sozinha descobriu como o portal se abre e como calcular onde ele se abrirá novamente. Tem como não amar essa cientista?! E aqui também conhecemos mais um pouquinho do passado dela, a pequena Jemma teve escoliose, que quando a coluna apresenta uma curvatura anormal, como ela precisou operar, ainda criança, deveria ser uma curvatura bem anormal, com mais de 40°, e foi assim, com o pai levando a cama dela todos os dias pra fora e falando sobre as estrelas que ela se apaixonou pela ciência. Tudo pronto, eles partiram para onde o portal se abriria, como o portal não se abrira por muito tempo, ela colocou todas as informações em uma garrafa com o intuito de mandá-la para o Fitz, e o que aconteceu? Isso mesmo, a garrafa não chegou a tempo no portal, despencando em um canyon e levando consigo as esperanças da Jemma. Notem que até aqui ela não perdeu a fé em nenhum momento e o Fitz foi a única ancora o porto seguro dela, mas com a perca do portal, ela perdeu toda esperança, não havia mais chances de voltar pra casa.

Foi ai que o Will foi consola-la e acabou pegando o lugar de 'porto de seguro' e é, ela beijou ele, ele beijou ela e eles estiveram juntos por um tempo. Eu não gostei por causa do Fitz, não quero que ele sofra, mas a Jemma não foi trairá ou qualquer outra palavra feia que dirijam à ela, ela estava sozinha, presa naquele mundo sem Sol, sem chuva e sem comida, não havia esperanças de voltar e o Will estava na mesma situação, é bem compreensível eles terem desenvolvidos sentimentos um pelo outro, o que não significa que isso será um triangulo amoroso, nem que o Will precisa morrer. Os dois estavam lá, sentados esperando um fenômeno raro no planeta, que acontece a cada 18 anos, quando o rastreador do Fitz aparece na atmosfera, ela e o Will correm em direção ao sinalizador, é quando chega a tempestade e a 'coisa' que realmente parece não querer que eles deixem o planeta, mas o Will se oferece para distrair a 'coisa' e ela continua correndo, é quando o Fitz entra em cena e a trás pra casa, deixando o Will lá. Sim, ele é o motivo pelo qual ela quer voltar, mas vamos lá gente, é a Jemma, mesmo que fosse o Ward preso lá, ela iria querer voltar para salvá-lo.

E como ficou o Fitz nessa história? Bem, não ficou feliz né, mas esse é um menino de ouro e ele entendeu a situação da Jemma, e logo mostrou a ela tudo que tinha sobre o monólito. Isso, caros amigos, é amor de verdade, é colocar as necessidades do outro acima das suas. Sim, eu torço por FitzSimmons, seja como casal, como amigos, como ambos, desde que eles estejam juntos e felizes. O Will é um cara legal e deve ter muito mais do que um romance por trás de sua entrada na serie, então, antes de julgarmos qualquer coisa, vamos ser maduros e seguir o exemplo do Fitz, se ele que é o cara apaixonado não está julgando, quem somos nós para faze-lo. E para terminar, vemos o Will apreciando os pouquíssimos minutos de Sol naquele planeta onde tudo parece azul.

Por hoje é isso pessoal, espero que tenham gostado e até a próxima *-* 
Segue a promo do 2x06 Among us Hide...

  

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...