1 de nov de 2015

Review| The BlackList - S03E05 - N°50 Arioch Cain


"Elizabeth Keen não é terrorista. Acredito que, dado um julgamento justo, com um juri de colegas dela, todo EUA concordaria comigo." - RESSLER, Donald

Mais um ótimo episódio de The BlackList, essa terceira temporada veio para apagar a monotonia que foi boa parte da temporada anterior. Minha unica reclamação foi referente ao final, o Tom poderia ter encerrado de uma forma mais dramática, com uma frase mais impactante do que 'está feito', mas isso é questão de gosto.

O episódio já começou no clímax com a Mr. Kaplan tirando fotos do corpo ensanguentado da Lizzy. Ok que a Lizzy não estaria morta ou machucada com o Red naquela calma, mas que deu um sustinho, isso deu. E também bastante curiosidade para saber quem era aquela menina sorrindo com a suposta morte da Lizzy nos noticiários. Para responder essas questões, somos transportados 12h no passado e vemos um Red não muito feliz mandando a Lizzy arrumar as coisas porque eles precisam partir, enquanto isso, um homem bem suspeito fabrica algumas balas para seu revolver improvisado, é por causa dele que o Red e a Lizzy precisam ir embora, já que ele quer matar a Lizzy. É serio gente, o cara fabrica balas de revolver em casa? Onde ele consegue o material necessário sem levantar suspeitas? Medo disso...

Bom, seguindo, o Red precisa buscar ajuda, e eu fiquei me perguntando o que seria essa ajuda, só para ver que não era o que, mas quem. Pobre Ressler, é sempre pego de calças curtas, claro que o Red atras dele, mas gente, ele nunca está preparado para esses encontros. E devo dizer que o achei um babaca ao chamar reforços quando o Red nem fez nada pra ele e mais babaca ainda quando disse ao Aram que eles não atras do Wendigo - o tal carinha que produz a própria munição e é tipo um justiceiro - para proteger a Lizzy, mas sim para prende-la no momento em que o Wendigo a encontrasse. Ook Ressler, sua cota de babaquice estourou o permitido para essa temporada. Já o histórico de feitos incríveis da Lizzy acaba de ser aumentado, eu não sei como o Wendigo a encontrou tão rápido, eu só sei que ela fazendo ligação direta em um carro, enquanto ele atirava sabe Deus de onde, e ainda sair dirigindo o mesmo usando o espelho retrovisor que ela arrancou foi o máximo! Lizzy, sendo melhor fora do que dentro do FBI. 

Como não achar um amor o respeito/medo que o Aram tem pelo Red, tadinho, depois da primeira contagem regressiva, na primeira temporada, acho que ele nunca mais quer passar por isso. Se o Aram resolver deixar o FBI, o Red contrata ele no mesmo momento. Outra interação bem interessante foi a da Lizzy com a Navabi, não durou muito, mas elas não haviam conversado desde que a Lizzy se tornou fugitiva, muito valida essa pequena conversa. E o que dizer do abraço entre a Lizzy e o Red quando ela entrou no carro, ele tem de ser pai dela, vou bater nessa tecla eternamente, mesmo que me provem o contrario. Momento fofura a parte, quatro coisas interessantes acontecem a seguir: 1° a Lizzy e o Red vão atras do fabricante de armas clandestinas e encontram o Wendigo, o Red o mata no decorrer do momento, mas ele afirma que ele não é o único caçando a Lizzy. 2°Aram e o Red descobrem que alguém colocou uma recompensa bem gorda pela morte da Lizzy e ele não pode derrubar o site. 3° Ressler se redimindo perante e os fãs e admitindo que acredita na inocência da Lizzy perante todo tribunal. 4° Aquele nojentinho traíra falando pro Red que o Dembe estava morto. Sendo as duas ultimas, de certa forma, as mais importantes.

A principio eu achei que o Red havia desconfiado do traidorzinho, mas não, ele deu as coordenadas exatamente como o maldito queria e partiu diretamente para armadilha. Enquanto isso o diretor da CIA agia como se fosse inocente na audiência e negava a existência do Cabal e qualquer outra coisa, ainda bem que a senhora lá não deu mole, mas eu já não aguento mais o Red reunir provas e mais provas e ninguém conseguir derruba-lo, já tá na hora de cortar as asinhas desse bocó. Eu realmente não acreditei quando o Red chegou no ponto de encontro e quem estava lá era o Solomon e seus homens. Que vontade absurda de pegar a cara entojada daquele entojadinho e bater contra parede, isso que eu sou contra a violência, mas ninguém trai o Red e sai por cima, ele deveria se lembrar disso. Sem contar que o Red só não reagiu porque estava em desvantagem e a vida da Lizzy estava em jogo, o que não diminui a agonia de ver o Red se entregando, sem poder fazer nada. O desespero do Red ao ver aquele monte de brutamontes prendendo a Lizzy naquela mesa foi tenso de mais, acho que se ele pudesse pegar o Solomon, ele o mataria sem precisar de uma arma, eu nem sei dizer o quão aliviada eu fiquei ao ver o Dembe entrando com tudo, uma arma em cada mão e mostrando quem mandava em tudo. A lealdade do Dembe com o Red e do Red com o Dembe é mais do que admirável, e embora as coisas estivessem melhorando rapidamente, me deu medo quando o Dembe desmaiou ao abraçar o Red.

Quando eu pensei que o episódio estava acabando, ainda faltava tirar a Lizzy do site, e embora o Aram tivesse tirado as respostas maravilhosamente bem do criador do site, não havia como tirarem o nome da Lizzy sem que provassem que ela estava morta, um sarro a carinha do Aram quando o Red disse que precisariam matar a Lizzy então. E foi assim que voltamos ao começo, com a Mr. Kaplan fotografando o corpo de uma Lizzy supostamente morta. Lembram da menina sorrindo ao ver a noticia da morte da Lizzy? Adivinhem só, ela própria colocou o nome da Lizzy no site e apenas ela pode retirá-lo de lá. Sei que a moral e conduta do Red são questionáveis, mas ninguém pode negar que ele sabe respeitar aqueles que não são bem culpados. Não sei o que ele faria se a menina não tirasse o nome da Lizzy do site, mas assim que ele descobriu que ela era Arioch Cain e não o pai dela, a atitude dele mudou na hora. Então, eu imagino o quanto ela estava sofrendo por perder a mãe e o quanto queria se vingar da culpada, que ela acredita ser a Lizzy, mas que garota louca, não pensou no perigo que estava se metendo? Ainda bem que a Lizzy tem jeito com crianças e conseguiu convence-la a tirar seu nome do site.


Para finalizar, não podemos deixar de falar do Tom, que esta mesmo muito bonito nesse novo disfarce. Não sei, mas tenho quase certeza que eu acreditaria em tudo que ele dissesse, esse cara é um mentiroso de mão cheia, ele engana, mente e ainda sorri calmamente. Não que eu ache que ele vai machucar o rapazinho lá, mas não duvido que o faça também. Eu só acho que ele está indo muito rápido e pode acabar colocando 'a carroça na frente dos bois'. Vai com mais calma colega, vai com mais calma. Ele encerrando o episódio com o carinha russo morto no porta-malas só prova que ele não esta pensando calculadamente como costuma. Torcendo pra que ele sobreviva ate o fim e que consiga ajudar a Lizzy, afinal, vamos concordar, a gente fala mal dele, mas no fundo, pouquíssimos o querem morto. Mais alguém alem de mim quer um plano de saúde ao nível Raymond Reddington? Que ódio absurdo me deu ver o diretor da CIA na cadeira que pertencia ao Cooper, tudo em prol de 'dividir informações' vai dividir informações no inferno seu nojento de mil cara! Justo agora que o Ressler havia admitido pra Aram e pra Navabi que eles precisavam proteger a Lizzy e mostrar que ela não era culpada... Assim não dá né.

Por hoje é isso pessoal, peço desculpas pela demora e espero que tenham gostado. Até mais *-*
Segue a promo do 3x6 'Sir Crispin Crandall

   




0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...