23 de jan de 2016

Review| Agent Carter - S02E02 - A View in the Dark


"Não demora muito para notarmos quando se acha alguém especial."

E aqui estamos nós com o segundo episódio da premiere de duas horas de Agent Carter, e olha, eu poderia ver essa serie todos os dias, durante anos, e não me cansaria.
Em 'A View in the Dark' conhecemos um pouco mais - muito mais - da Isodyne e seu projeto secreto, bem como um lado 'lutador' do Jarvis. Não teve como não rir ao ver Jarvis em sua peculiar roupa de ginástica, chamando a Peggy para brigar. E a Ana, mais que tranquila ao ver seu marido em cima de outra mulher, ainda brinca: "Ele te pegou com a 'tartaruga em fúria'", serio, essa mulher é perfeita para o Jarvis, acho que quem criou o ditado 'os opostos se atraem' estava pensando neles. Quanto ao Sousa, eu avisei, meio fandon avisou, a Rose avisou e ele não ouviu, o que aconteceu? Ele chegou na REC e lá estavam Peggy e Violet (namorada do Sousa) juntas, comendo cookies no maior papo. É amigo, teria sido melhor contar a ela.

Pode ter sido só eu, mas achei um tanto macabra esse 'grupo' ao qual o Calvin - dono da Isodyne - pertence, a forma como foram apagando as velas em sinal de desligamento, parecia que queriam é apagar ele do programa. Acredito que era isso mesmo que queriam fazer, porque ele aceitou muito rápido a retirada da Isodyne e se concentrar apenas na candidatura a senador. Coisa que a esposa dele não aceitou nada bem, nem a REC. Amo ver a Peggy perdendo a paciência, ela já quer sair batendo em todo mundo, mas não perde a compostura, nem a graça. A mulherzinha da recepção da Isodyne já tinha olhões arregalados, ao ver a Peggy toda estressada ficou parecendo um bonequinho de mangá. E o pobre Jason quem foi pressionado. Admiro a compostura dele, não deve ser fácil enfrentar a Peggy e ainda sair como se não tivesse dado informação alguma. E por um tempo, eu achei que ele iria traí-la, que ela fazia parte do complô, mas não, ele só queria ajudar mesmo e aproveitar para levar a Peggy para dançar.

Existem muitas coisas que tornam uma pessoa digna e admirável, desejar que o alguém amado(a) seja feliz, mesmo com outra(o), é uma delas. A Peggy faz isso com maestria, não da forma dramática - porém fofa - do Fitz, mas de uma maneira madura, que não deixa brechas para constrangimento. Claro, depois ela tem pequenas crises, mas contorna muito bem a situação. Ela chegou meio desconfiada, meio irritada para conversar com o Jason, ainda mais que o Sousa não estaria junto, mas então foi se abrindo, tomando um drinque, dançando com o moço, que tem uma história cheia de lutas e preconceito e quando viu já estava no observatório conversando com ele e vendo as luzes da cidade. Mas não apenas observando a paisagem, ela também foi convidada a ver a história por trás do projeto dele na Isodyne, e é ai que somos apresentados a Darkforce, ou, como é chamada nessa época, Matéria Zero. Ao que tudo indica, como mencionamos no aquecimento, a matéria zero surgiu por uma falha em um teste nuclear, e sugou tudo a sua volta. Segundo Jason, a matéria zero atrai energia para si e pode estar em mais de um lugar, pode também, ser extra dimensional - ai está a ligação com Doutor Estranho - e/ou extraterrestre.  

Mas como ninguém pode ajudar a Peggy e se sair bem depois, o pessoal que estava 'limpando os laboratórios' da Isodyne já estava na cola do Jason. Por sorte, ele tinha a Peggy com ele e o carro de 'diversão' do Howard também - faço das palavras da Peggy as minhas, quanto mais conheço o Howard, mais vejo o quão pervertido ele era -, assim, além de fazer ligação direta no carro de um dos perseguidores, ela também soou o alarme de onde estavam e que precisavam de ajuda. E olha que o Jason não fica atrás no quesito estratégia, sim, ele gastou todas as balas da Peggy e não acertou nenhum tiro, mas ele deu boas ideias de esconderijo. E também se manteve calmo quando a Peggy queria arrebentar a face do carinha que não queria lhe dar uma moeda, sem contar que mesmo com todos os riscos ele aceitou e foi com ela roubar a Matéria Zero. Definitivamente, ganhou meu respeito, já gostava dele por ser cientista, depois de todo esse apoio então. Nesse ponto eu deveria ter ficado com o pé atrás, o cara é legal, estava ajudando pra valer e beijou, isso mesmo, beijou a Peggy, só poderia acontecer algo ruim com ele.

Aconteceu mesmo, quer dizer, aparentemente aconteceu. Lembram que eu falei que a Frost não havia levado na esportiva o fato da Isodyne ser desligada do Matéria Zero? Então, quando tudo parecia relativamente bem, quando o Jarvis já havia ligado para o Sousa - que cancelou o jantar, no qual pediria a Violet em noivado, e ainda quebrou um pouco da sala, porque, como disse a Rose, a preocupação dele com a Peggy é muito especial -, a praga da Frost apareceu, com a maior cara de psicopata e exigiu que o Jason entregasse o potinho com a Matéria Zero pra ela. De verdade, ela pareceu par do Ward ou do Garret quando fez aquela cara louca e disse que só ela entendia a Matéria Zero. Obvio que tudo foi para o espaço, meio que literalmente, pois disputaram o frasco e o mesmo despencou no chão, soltando a matéria zero, que pareceu mais uma coisa, e causando a maior destruição. Pobre Jason, só teve tempo de dizer "corra", pobre Peggy, lutando com os homens lá fora não teve como ajudar, apenas sentiu a força da Matéria Zero destruindo tudo.

O desespero do Sousa quando disseram que não havia como alguém ter sobrevivido doeu em mim, mesmo sabendo que a Peggy estava 'bem'. Tadinha, nunca a vi em choque daquela forma, ela pedindo carona para o Jarvis, que dozinha. Ainda bem que a Ana estava lá para consola-la, torcendo imensamente para que nada aconteça com Ana Jarvis, ela é legal de mais. O Sousa chegando em casa e encontrando a Violet também foi um pouco triste, porque ele gosta da Peggy, mas por algum motivo desistiu dela e, ao mesmo tempo, a Violet é um doce e ele parece gostar dela. Que situação esse moço foi se meter ein. E para fechar com chave de ouro, temos o Calvin tentando falar com a Frost, gritando na porta dela, por um momento pensei que ela não estivesse lá, afinal a Matéria Zero sugou ela, mas não, ela estava no quarto, nervosa, quase desesperada, toda encolhida, e quando ela afastou o cabelo, lá estava, um corte em sua testa, negro e com aspecto de Matéria Zero.

Não sei, mas acho que algum poder ela vai desenvolver e que aquele não era o único 'potinho' de matéria zero. Seja como for, essa temporada promete. Por hoje é isso, espero que tenham aproveitado e até a próxima *-*

P.S.: Jarvis e o Flamingo, Bernard Stark, o diabo de rosa.

Promo 2x03




  

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...