29 de jan de 2016

Review - Supernatural S11E11 - “Into the Mystic”

E ai hunters já estão recuperados do episódio da semana passada? Já conseguiram assimilar o que seria Lúcifer dentro do Cas? O que isso possa vir a trazer de bom e ruim daqui para frente? Confesso a vocês que tenho pensado muito desde a semana passada e quanto mais penso, mais dúvidas estão surgindo e com certeza mais dúvidas irão surgir com o decorrer dos próximos episódios. 
A gente chega nesse episódio com aquela expectativa de ver quais são os próximos passos de Cas ou como iremos chamá-lo a partir de agora? Casifer? Lustiel?
 E dá de cara com um fantasma de efeitos bem toscos. Por favor CW uma série como Supernatural vocês deveriam dar uma investida nos efeitos, seria ótimo!!!
Sam não está conseguindo dormir depois do encontro com Lúcifer. Afinal de certa forma as lembranças que ele trouxe o fizeram pensar e ele não tem saído do bunker faz dias. 
Dean então propõe que eles investiguem um caso envolvendo fantasmas ou possessão não muito longe dali e ele aceita não muito feliz já que acha que deveriam estar atrás de Amara e saber onde andará Cas. 
Bem... Cas está por aí, digamos dando uma voltinha e matando anjos.
Sam e Dean vão investigar o caso em um Lar de velhinhos e logo na entrada temos uma referencia entre eles de que ali poderia ser o futuro dos dois desde que cheguem até certa idade. 
Um dos moradores Harold morreu dentro do quarto, portas e janelas trancadas. E depois de investigarem chegam a conclusão de que é um espírito vingativo e queimam os ossos achando que deram fim ao caso. 
Mas não, Arthur é morto e Mildred uma das moradoras presencia tudo.
Ela descreve para Sam e Dean sobre o fantasma se alimentando da cabeça de Arthur. 
Trata-se de um Banshee.Usam um grito penetrante para enlouquecer sua presa. Só atacam vulneráveis. Harold tinha colocado uma prótese no quadril e Arthur a esposa o deixou. Para matá-los somente com lâmina de ouro. 
Enquanto Dean  vai até o bunker buscar a lâmina de outro, Sam permanece no Asilo e descobre que Mildred é a próxima vítima vulnerável. 
Além disso Sam conhece Eileen Leahy, e fica sabendo que o Banshee que estão caçando foi o que matou seus pais. Uma caçadora Lillian O'Grady,  a achou no berço com os ouvidos sangrando, a criou e treinou. A mãe de Eileen pertencia aos Homens das Letras. 
Fiquei feliz que não esqueceram dessa parte dos Homens das Letras. 
Dean encontra Casifer no Bunker. Ele conta sobre ter a chance de matar Amara por duas vezes e não conseguir. Dean não sabe se consegue parar ou resistir a Escuridão. 
Já Casifer acha que no final isso pode ajudá-los a decifrá-la. Mas afinal o que ele estava procurando no bunker?
Dean confirma que Eileen descende de  Edward Durbin II, Homens das Letras foi iniciado em 1939 parte de uma pequena comissão enviada à Europa. 
Eles então vão usar o mesmo feitiço celta que Eileen usou para prender Sam e quando o Banshee vier à noite atrás de Mildred vão prendê-lo e o matam com a lâmina de ouro.
 Eileen e Mildred conversando por linguagem de sinais foi hilário. Ainda mais que Mildred representou bem nós hunters.
Sam e Eileen conversam sobre família e o desejo de vingança e o que ela vai querer fazer depois disso.
Mildred e Dean vão olhando o por do sol enquanto ela diz algo para ele pensar, que o segredo de uma vida longa e feliz é seguir o coração.
Ao contrário do que era previsto o Banshee não ataca Mildred e sim Dean. Tiramos a conclusão então de que Dean está vulnerável pela Escuridão? 
Por quanto tempo ele conseguirá esconder isso de Sam? 
Casifer/Lustiel vai demorar a se revelar? 
Por onde andará Amara? Será que ela já voltou ao normal?
O que Casifer fez com Crowley? Acho que faltou mostrar o que aconteceu com nosso "malvado favorito" depois de descobrir que Lúcifer escapou da jaula.


Promo Próximo Episódio
Episode 11.12 - Don't You Forget About Me















0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...