24 de mar de 2016

Review| Agents of S.H.I.E.L.D. - S03E13 - Parting Shot


"O que é isso?"
"É uma despedida entre espiões"

Não se já estou mentalmente preparada para escrever essa review, o episódio foi ótimo, todos já esperavam o algo que faria a Bobbi e o Lance partirem para Marvel's most wanted, mas eu não estava preparada para esse episódio, muito menos para esse final. Quando vi comentários de que o episódio havia sedo triste, fiquei com medo de alguém morrer, isso não aconteceu - ainda bem - mas então, vem a Marvel e mostra que não é preciso matar ninguém para fazer o fandom inteiro chorar por alguém. 

Só a estrutura do episódio já era o suficiente para me deixar nervosa, gosto desses episódios que se passam em um passado recente misturado com o presente atual, as horas diminuindo enquanto o episódio passa dão uma ansiedade boa - se é que isso existe -, mas, conforme fui me tocando do que poderia acontecer, só se tornaram mais angustiantes. Até porque já começaram com a Bobbi em interrogatório, o que nunca é um bom pressagio, ainda mais quando o episódio passado terminou com eles dentro do avião do Malick. Logo em seguida temos ambos fugindo e a todo momento eu esperava que algo desse errado e eles fossem capturados, como tudo pareceu ok, mesmo nos momentos presentes onde eles eram interrogados, o nervoso deu lugar a curiosidade e eu não me preparei para o que viria a seguir. Antes de entrar nos fatos mais tensos do episódio, me digam, como não amar o Lance, ainda mais fazendo referencias a Harry Potter, "Qual seu nome?" "Amadeus Ravenclaw Hunter", além de britânico é Potterhead, isso sem contar ele dando receita de sopa de cogumelo para os interrogadores, porque afinal, eles só estavam procurando cogumelos, não estavam espionando nada.

E o que falar do Fitz chamando a Bobbi de Bird, mais um passinho e ela vira a Harpia. Quando a equipe entrou em contato e eles dois estavam super tranquilos, no meio do nada espionando uma base inimiga, fiquei me perguntando porque estavam demorando tanto para mandar reforços, ai os guardas russos acharam os dois e eu pensei que tudo terminava ali, que inocência, três meros guardas não seriam pareis para Bobbi Morce e lance Hunter, então depois de vencerem os guardas, o reforça chegou. O episódio foi da Bobbi e do Lance, mas vamos concordar que é muito bom ver Fitz e Simmons trabalhando juntos e na mais perfeita harmonia de novo, espero que nada atrapalhe essa volta deles. De volta ao episódio, duas equipes foram mandadas para base russa, onde, supostamente, construiriam o tal santuário para os Inumanos. Bobbi, Mack e Daisy foram para a sala de controle, enquanto May e o Lance foram atrás do Inumano que viram preso em uma das gravações. Até ai eu não havia entendido porque o Malick estava a caminho, até o Lance achar um corpo morto e a May o reconhecer como o assessor do primeiro ministro russo. É, as coisas não iam nada bem, ainda mais depois do Malick declarar que deveriam soltar o general, que era o Inumano preso e sugerir que ele deveria dar um jeito no ministro que estava a caminho.

Antes de perder escrevendo sem parara sobre Lance e Bobbi, o que foi aquele Inumano, genial e esquisito na medida certa, precisei ver a cena da luta duas vezes, ouvir a explicação da Jemma e do Leo e pensar mais um pouquinho para entender que a sombra do cara lutava de forma independente dele, tipo a sombra do Peter Pan que tem vida própria, assim ele poderia, sem problema algum, estar em dois lugares ao mesmo tempo, como eu disse, esquisitinho, mas incrivelmente genial. Antes da luta, me deu um aperto no coração a conversa entre a May e o Lance, ele é um cara legal, gosta do time, já passou da hora da May confiar nele, então, quando ele pediu desculpas por tudo veio a certeza, algo ruim aconteceria. O interrogatório no presente, com o carinha falando que a fraqueza dos dois - Lance e Bobbi - era um ao outro, só confirmou isso, achei que ela ia morder o cara, porque rosnar ela rosnou. Voltando ao general Inumano, que angustia eles lutando com ele enquanto tentavam salvar a vida do Ministro Russo, por um momento achei que seria o Ministro a interceder pelos dois, maldito, deveriam ter deixado ele apanhar um pouco. A luta foi tão intensa que quase não deu pra respirar, a coisa passando por dentro do Mack, ele caindo gelado, a Bobbi e a Daisy, com poderes e tudo, não sendo pareis para sombra, a Jemma falando que não havia uma forma de derrotar a tal sombra do general, no exato momento em que ela ia atrás do Lance e do Primeiro Ministro, o Lance tentando enfrentá-la, o Mack pegando a Daisy e mandando a Bobbi por um fim aquilo e por fim, a Bobbi se levantando, com determinação inabalável, indo atrás do general e dando três tiros nele, destruindo no processo a sombra. Que desespero ver ela e o Lance sendo presos, mesmo depois de fazer a coisa certa.

Então, o nó na garganta começou a se formar, lá estavam eles, colocados um ao lado do outro na sala de interrogatório, ele dizendo que apostava que ela poderia comer um sanduíche e ela dizendo que não havia sanduíche para onde eles iriam. Deu muito dozinho da carinha deles, as mãozinhas juntas, a certeza de que era o fim estampada no rosto, o Lance falando: "Nem todo mundo pode vencer" e ela falando "Talvez nem todo mundo devesse vencer", eu realmente não estava pronta para isso. Então o presidente dos Estados Unidos aparece, conversando com a praga do Ministro Russo, aquele tapado que não consegue ver o que está bem na fuça dele, foi salvo pelo Lance e pela Bobbi e quer condená-los, mesmo assim achei que ainda havia esperança - vamos lá, sempre há uma esperança, certo? - quando o Coulson apareceu eu tive certeza que haveria uma extração super top e eles ainda ririam disso. Não houve extração, muito menos riso. O Coulson até tentou, mas os dois eram Agents of S.H.I.E.L.D. de mais para colocar a organização em risco, ainda mais quando os Inumanos e mundo mais precisam da S.H.I.E.L.D., eu não acreditei, eu queria que eles falassem que era brincadeira e que o Coulson podia explodir as paredes, mas eles não falaram. Nem mesmo quando o Coulson falou, de uma forma que só eles entendessem, o quão orgulhoso ele estava, que eles fariam falta e haviam feito a coisa certa, eu consegui sorrir, só conseguia pensar: 'isso não está acontecendo, isso não vai acontecer', e o Coulson voltou sozinho para o avião, não havia mais Bobbi e Lance no time, eles eram renegados, livres, mas jamais voltariam a ser espiões. 

Pensam que não pode ficar mais triste? Pode sim, essa é a verdadeira parte para qual eu jamais estive preparada, Lance e Bobbi no bar quando uma bebida é oferecida a eles, eles olham a volta, e lá esta a Jemma, sorrindo e chorando, ela não pode se aproximar, outra bebida, Fitz está próximo a Jemma, mais bebidas, May, Daisy, Coulson e por fim Mack, todos lá, espalhados ao redor deles, é a despedida final. A cada copo colocado à mesa, um soluço dado, quando eles brindaram e um a um os copos foram levantados em homenagem a Lance e Bobbi, abri o berreiro mesmo, quando eles foram saindo, um por vez, todos chorando, e só restou o Mack, para o brinde final, eu só fiquei ali, olhando a tela, chorando feito uma boba, quase nem dei importância a cena final do Malick com sua filha, que provavelmente será uma vilã e chamou o Ward de Você-Sabe-Quem. Até mesmo o pensamento se ela também é Inumana foi apagado diante da despedida da Bobbi e do Lance. Marvel's Most Wanted provavelmente será bom, difícil não dar certo com personagens tão carismáticos e possíveis excelentes crossovers com Agents of S.H.I.E.L.D., mas porquê? Porque tirar dois excelentes personagens da serie? Eu não estava pronta para isso, como vou superar o vazio deixado pelos dois? Devolvam Bobbi e Lance a equipe agora! Por hoje é isso pessoal, espero que tenham aproveitado, não deixem de comentar, uma Feliz Páscoa à todos e até semana que vem *-*

Promo 3x14 - Whacthdogs


 


   

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...