19 de abr de 2016

Review| The Blacklist - S03E18 - Mr. Solomon: Conclusion


"São as crianças, quando o mundo quase para, que crescem para salvá-lo."

Se eu estava preparada para esse episódio? Absolutamente não. Na verdade essa deveria ser uma das reviews mais simples de escrever, afinal tivemos um único plot em todo episódio, os diálogos foram, de certa forma, simples e a trilha sonoro dominou boa parte do episódio. O que impede essa review de ser simples é a complexa carga emocional derrubada, tombada, imposta, anexada a ele. O tom de que algo poderia acontecer a qualquer momento com qualquer um, e, principalmente a dor e desespero expresso no silencio de cada personagem.

Mas vamos por partes, mesmo com todo esforço para Lizzy conseguir uma boa vantagem na fuga do Solomon, havia um ser misterioso, que talvez seja um dos mandantes do sequestro, ou não, vigiando cada câmera, cada semáforo, cada carro das redondezas e um pouco mais, passando informações exatas de onde a Lizzy estava e para onde iria. Assim, não demorou muito e estava o Solomon colado ao carro deles, como bem disse o Tom, bateu uma loucura na Lizzy ao carregar a arma e botar a cabeça pra fora do carro, atirando pra todo lado, em alta velocidade e gravida. Óbvio que o resultado não poderia ser bom e em meio a perseguição Tom acabou batendo o carro contra um caminhão. E aqui, pode ser falha minha, mas eu não entendi nem o começo de como eles conseguiram fugir do carro e entrar na casa sem ser vistos, já que o carro do Solomon e o outro estavam praticamente grudados a eles. Enfim, o que importa é que fugiram, que estavam bem e que ainda conseguiram enganar o Solomon e seus homens.  

Tudo parecia ok, mas não por muito tempo, a Lizzy mal levantou e lá estava o resultado do acidente, ela estava tendo uma hemorragia. Engana-se você, caro leitor, se pensa que ter um hospital ali pertinho foi sorte, não vou dizer que não foi bom, porque ajudou a estabiliza-la, mas também deu ao Solomon a localização exata dela, em um local onde, nas palavras do Red, ele não poderia protegê-la sem colocar centenas de vidas inocentes, inclusive a do bebê, em risco. Dessa forma, lá foi Mr. Kaplan resgatar a Lizzy e leva-la para um centro médico móvel. É totalmente aceitável que a Lizzy tenha pirado nessa hora, ela teria sua bebê um mês antes, graças a um acidente e uma fuga sob saraivadas de balas, em um local não próprio com uma equipe que não incluía um obstetra, muito menos um pediatra, acho que qualquer mão piraria. Mas é preciso admitir, esse 'plano de saúde' do Red é maravilhoso. O que não foi maravilhoso foi a correria para salvar a vida do bebê, que lutava para respirar dentro da barriga da Lizzy. Que agonia o médico anestesiando a espinha dela, eu não costuma ser fresca com essas cenas, nem nada, mas doeu em mim aquela agulha entrando, isso que dizem que quando o anestesista acerta, não dói nada.  

Pior do que a correria para salvar o bebê, foi ver a garotinha nascendo, o sorriso no rosto da Lizzy e então a menininha não chorava, nem respirava. Por um momento terrível pensei que a bebê não sobreviveria, soltei um suspiro de alivio quando ela começou a chorar, tão lindinha a pequena Agnes, embora o Tom não aprecie muito a escolha do nome. Novamente entendo que a Lizzy está passando por um momento difícil, mas não deixar o Red conhecer a menininha e ainda o mandar sair, foi um pouco cruel, ele não é perfeito, longe disso, mas ama a Lizzy incondicionalmente, e ela sabe disso. Outro personagem injustiçado foi o Dembe, tadinho, fazendo de tudo pelo Red e ele ainda o xinga, dizendo que não foi o bastante, ainda bem que a Mr. Keplan estava lá para defendê-lo e dizer ao Red que se a culpa era de alguém, esse alguém era ele e mais ninguém. Não sei, mas notei um carinho muito grande da Mr. Keplan pela Lizzy nesse episódio, ela nunca demonstrou não gostar da Lizzy e tal, mas nesse episódio foi diferente, ficou mais evidente.

Injustiças a parte, eu estava me perguntando o que aconteceria na outra metade do episódio, visto que a bebê já havia nascido, a Lizzy estava bem e o Solomon e seus capangas não sabiam da localização da Lizzy, isso sem contar o pessoal da Força Tarefa fazendo o impossível para chegar a eles antes que encontrassem a Lizzy, então, como que para me fazer não ter desejado saber o que iria acontecer, Elizabeth Keen começa a entrar em colapso, há liquido amniótico em seu sangue e os pulmões estão se fechando, ela precisa ser entubada as pressas ou o próximo passo é uma parada cardíaca. Como eu disse, esse plano de saúde do Red é muito bom, e todos os equipamentos necessários para salvar a vida da Lizzy logo chegaram a casa noturna, era hora de salvar a mamãe da Agnes, certo? Errado, a tragédia estava apenas começando. No momento em que a Lizzy chamou o Red e pediu desculpas pela forma como vinha o tratando, com toda aquela dificuldade, ele olhando pra ela com tanto medo, eu já comecei a falar 'Não, não, não', então a Lizzy apaga, em um coma induzido, e, na cena seguinte já estamos naquela correria, vozes falando ao mesmo tempo, não há mais o que fazer ali, ela precisa ser transferida com máxima urgência ou não irá resistir.

O problema era, como transferir a Lizzy sem chamar atenção do Solomon e sua equipe? A resposta é simples, não havia como, mesmo com a força tarefa a caminho, com todos os recursos do Red, com uma ambulância falsa, ainda assim eles não conseguiriam chegar ao hospital sem passar pelo Solomon. Eu tentei ter fé que conseguiriam, então ele bloqueou o caminho e ainda não satisfeito usou aquela arma infalível para matar a motorista, antes de fazer uma barricada na estrada. Não sei nem dizer o quão angustiante foi ver o monitor cardíaco da Lizzy oscilando, o Red desesperado tentando fazê-la respirar, o médico tentando de tudo, a música tocando ao fundo enquanto tiros eram trocados entre a equipe do Red e o Solomon, o Ressler chegando, o Red implorando para Lizzy não deixá-lo, eu implorando junto então, no suspiro final, onde o desfibrilador deveria funcionar, há apenas a linha reta de uma vida que não está mais ali. Não acreditei, não consigo acreditar que The Blacklist, renovada para uma quarta temporada, tenha matado sua personagem principal, não consigo colocar na cabeça que Elizabeth Keen está morta e nem ao menos sabemos o que o Red era dela. 

O que fez as duvidas sumirem e todo fã se derreter em lágrimas e 'nãos' foram as reações de cada personagem, o Ressler olhando para dentro do carro enquanto o Red segurava a mão da Lizzy contra o rosto, eles insistindo pro Red sair, a fragilidade do Red, mostrando o quão humano e frágil ele pode ser ao vacilar e cair enquanto entra no carro, a Navabi recebendo a notícia e perdendo o chão - aliás, depois do Red, a dor da Navabi, naquele silencio e quebra lenta, foi o mais doloroso, - o Aram sem conseguir acreditar ao virar-se para o Cooper, a Mr. Kaplan cobrindo o corpo da Lizzy, tudo sem sequer uma palavra ser dita, apenas música ao fundo e reações demonstrando o momento. Acho difícil alguém ver esse episódio e não cair uma lágrima que seja. Finalizando o episódio, temos o Red praticamente consolando o Tom, dizendo que ele vai aprender a ser pai e pegando a Agnes no colo, em um claro contraste entre a dor e a alegria, o começo e o fim.

Eu não acho que o Solomon vai ficar impune por muito tempo, o Red apenas levou um choque grande de mais para reagir, mas ele vai reagir e quando isso acontecer, maldições cruciatus serão usadas e não sobrará muito do Solomon. Outra coisa que eu custo acreditar é que a Lizzy morreu de verdade, sei lá, levem ela ao Projeto T.A.H.I.T.I., o que for, mas ela não pode estar morta de verdade, isso deve ser plano de alguém, não do Red, mas talvez dela e da Mr. Kaplan para proteger a filha e, dada como morta, poder agir como um fantasma e descobrir mais sobre a mãe e os mandantes do sequestro. Eu realmente não sei, mas não acho que ela esteja mesmo morta, só vou acreditar quando vier a season finale e depois a season premiere e ela não voltar, e olha que ainda assim terei minhas dúvidas. E vocês, o que acham que aconteceu com Elizabeth Keen, compartilhem conosco suas teorias ^^'

Promo 3x19 - The Artax Network


 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...