21 de abr de 2016

Review - Supergirl - S01E20 - Better Angels


Supergirl esta em sua batalha final contra Non e Indigo para colocar fim ao Myriad. As apostas são altas, e não há tempo a perder.
Primeiro Kara deve lutar contra Alex, que esta sobre controle de Non, e veste uma armadura com Kriptnoita, poderia ser Batman Vs Superman mas é só a finale fodastica de Supergirl. Apesar da luta não dura muito, trouxe cenas memoráveis,  e Jonz Jonz aparece com a mãe das meninas que consegue tirar o controle mental da filha.


Partindo assim para o plano principal, que é a Supergirl em uma transmissão para toda National City, enviando esperança para todos os corações o que em tese liberaria a mente de todos. É uma ideia grandiosa, tendo em vista que na Era de Prata, e ate mesmo no filme mais recente do primo, foi trabalhado esta imagem de esperança, de fé no melhor das pessoas, E o discurso da Supergirl, conseguiu superar alguns da Cat durante a temporada e mostrou uma grande para a personagem Kara. E logico trouxe a memoria dos personagens alguns dos momentos marcantes que tiveram entre si.

Cidade salva, todos podem comemorar e até lamentar as perdas do plano nefasto de Non e Indigo. Mas não dá tempo para muitas felicidades, já que Non, seduzido pela Indigo, põe em ação uma versão mais maléfica de Myriad, o que promete explodir a cabeça de todos os humanos, Kingsman entre em ação! 

Supergirl irá enfrentar o maior perigo de todos, e Max mostra seu lado de preocupação, junto óbvio de sua análise critica, que sabe que ela pode não ser o suficiente para resolver o problema. Mas ainda assim Kara tem tempo de ir trabalhar, e sem contar aos seus amigos o que esta vindo, começa a falar com cada um, como se fosse uma grande despedida. Suas cenas com Win e o Olsen foram boas, mas a melhor como sempre foi com  Cat, que não deixa passar essa ruptura da secretária em branco. Seguido daquela com Jonz Jonzz, em que Supergirl pode ser inteiramente franca.

O ponto mais problemático do episódio foi descobrir finalmente a localização do Forte Roz. Sério, que levaram uma temporada inteira para revelar a localização da nave, o que leva a grande parte dos vilões da primeira temporada?! Problemas a parte, Supergirl decide que esta na hora de invadir o antro de vilões. E mais problemas a frente, Jonz Jonzz decide ir com ela, mas ao chegar lá, os dois devem enfrentar Indigo e Non.

Uma luta de tirar o fôlego, vemos Jonz Jonz despedaçar Indigo, e Supergirl fritar o cérebro do tio, o que não ficou muito definido foi se ele morreu ou ficou apenas cego. Assim Kara deve se sacrificar e levar o Forte Roz para o espaço, mas tem o problema da gravidade e da falta de ar, a despedida final ser com Alex foi extremamente importante para consolidar a relação de irmãs construída. Mas a garota mal foi para o espaço, e a irmã já apareceu para salva-la, afinal é super fácil controlar uma nava intergalática de outro planeta.

Tirando estes problemas, que pode se descartar já que a série pretende apresentar algo mais leve e doce de uma super-heroína, o episódio foi muito bom. Deu um gostinho de quero mais, com a promoção da Kara e a queda de uma terceira nave kriptoniana no planeta. Eu espero que a série ganhe sua segunda temporada, e possamos ver mais da evolução da Supergirl, e com um pouquinho de sorte, algum novo crossover entre ela e o Flash. Só não quero que continuem a forçar Kara e Olsen, que parece não haver química suficiente para que os dois fiquem juntos!

Assim como descobrir quem esta dentro da nave que atrapalhou a comemoração tão fofa do Team Supergirl. Quais suas apostas?

E você deseja uma segunda temporada? Acha que ainda há fôlego para a série? Acreditam em um relacionamento para Kara e James? Comentem! E fiquem por dentro das novidades sobre a série curtindo nossa page no Facebook, e também no Instagram: @Dominacaonerd.


OBS: Alguém mais percebeu que a Supergirl tanto no começo quanto no final da temporada teve que levantar toneladas de metal para salvar vidas?

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...