24 de mai de 2016

Review|The Blacklist - S03E22/23 - Alexander Kirk part 1 and conclusion - Season Finale


"Masha, Eu sou seu pai"

Se alguém soube terminar bem a temporada, esse alguém foi The Blacklist, final mais motivador, para seguir para quarta temporada, melhor que esse não teria. A menos que a Katarina aparecesse viva, o que, ao que tudo indica, não pode acontecer. Quanto ao Kirk, que levou o nome dos dois episódios finais, ainda não sabemos praticamente nada sobre ele, mas o que sabemos é chocante o suficiente.

O episódio parte 1 foi responsável pelas perguntas e pelo ar de confusão, e também por um gostinho de
vingança, o que muitos estavam esperando. Também trouxe uma surpresa inesperada, bem como uma brecha para o possível spin off com o Tom e a Scottie. Pelo começo do episódio já podemos ver o quanto uma serie com ela, talvez com 13 episódios ao invés 22, será boa, a mulher é tão boa quanto o Red quando se trata de enganar e expandir seu império, sem contar que a atriz é excelente. Após um resgate, que ela tornou um sequestro para os sequestradores, a força tarefa se vê trabalhando com ela para encontrar Alexander Kirk, o mandante do sequestro da Lizzy. Homem esse, que, ao que tudo indica, está doente, é muito, muito poderoso e influente. Outro com quem a força tarefa terá que trabalhar é o Solomon, esse bem menos agradável que a Scottie.

O plano para atrair o Kirk é relativamente simples, roubar o dinheiro que o Kirk está doando para financiar a eleição do Senador preferido a presidência da Republica Americana. Para isso, precisaram invadir um banco, o que, segundo o plano, pode ser simples, mas atrairá a policia e o FBI, o que será bom, pois a policia terá menos autoridade que o FBI e o FBI será representado pela força tarefa. Chave roubada, poderão acessar as finanças e roubar o dinheiro. Tudo muito simples, nada poderia dar errado. Até a menininha aparecer com o pai no banco, e algo deixar bem claro que tudo daria errado. Bom, tudo também não, as coisas realmente funcionaram e eles conseguiram pegar o que precisavam, o problema foram os tiros distribuídos, um deles acertou a garotinha, deixando o Tom meio louco para salvá-la. O interessante em pessoas como a Scottie e o Red é que eles tem TUDO a disposição deles, na maioria das vezes, com um time 100% para apoiá-los. Assim, mesmo na loucura local e no desespero do momento - achei que a menininha, Sadie, iria mesmo morrer. Ainda bem que conseguiram salvar ela. O mesmo não se pode dizer sobre roubar as finanças da campanha eleitoral, mesmo tendo o necessário, a segunda senha requeria a retina do homem responsável pelas entregas, e eles não tinham isso.

Na sequencia, quase infartei quando o Tom entrou no hospital e a Agnes não estava lá, dei razão pra ele ficar puto daquele jeito, só não sei como ele tinha certeza que era a Scottie quem estava com a bebê. No final das contas era ela mesma, o que foi um alivio, porque ela só estava mantendo a menina segura, visto que os homens do Kirk já estão no rastro dela. Agnes segura, Sadie se recuperando bem, é hora de conseguir uma retina. Não canso de me impressionar com a facilidade com que o Tom entra em seus disfarces, nem no caos que ele consegue causar com apenas algumas palavras. Ele não apenas se infiltrou na festa, como avisou que ao cara que o inventariaria, também conseguiu fazer a garçonete, com muita raiva, virar uma bandeja de bebida sobre ele, o envenenado mais um pouco, então, em questão de segundas, ele trocou de roupa e se juntou a ambulância que vinha buscar o homem, que para todos os efeitos estava tendo um ataque cardíaco. O problema, porque sempre há um problema, é que as pupilas dele ficaram incompatíveis para analise de retina, com o tempo em cima do prazo, já que o senador estava prestes a retirar o dinheiro. A solução era pingar um remédio no olho dele, assim, lá foram Tom e Solomon invadir uma farmácia, vou dizer, eu não achei que o Tom fosse dar um tiro nele daquele forma, claro, o homem bem merecia e estava falando de mais, mas eu não esperava aquele tiro, assim como acho que ainda não foi o fim do Solomon.

Dinheiro roubado, era hora de chantagear o senador. Pobre homem, Scottie e Red unidos contra ele, acho que ele não tinha muita escolha a não ser aceitar fazer a falsa acusação ao Alexander e esperar ter seu dinheiro de volta. Uma coisinha que eu  não gostei, foi do Tom não ter deixado o Red participar do batizado da Agnes, querendo ou não, as intenções dele são boas e ele protegeu a Lizzy enquanto pode. Também não entendi quem é/são os padrinhos da Agnes, sempre achei que seria o Aram, mas pareceu que foi o Cooper. Seja quem for, o episódio não terminou ai, afinal, o Tom estava mais que disposto a por um fim na vida da Scottie, acho estranho o Red quase implorar para ele não fazer isso, então, ao mesmo tempo que clareou a mente do Tom, clareou a nossa, Susan Hargrave é mãe de Tom Keen, mas nem ela sabe disso. Todas aquelas perguntas do Tom, eu quero respostas também, então sim, acho que o spin off, contanto que não estrague a serie original, será muito bem vindo.

Partindo para conclusão, as coisas começam a esquentar e as respostas são praticamente apagadas pela surpresa, o que foi algo mais que bom. Com a acusação do Senador Dias ao Kirk, de transportar petróleo ilegal, o Red tinha completa certeza que o homem viria a tona e assim ele poderia matá-lo. O grande x da questão é que, Alexander Kirk joga o mesmo jogo que o Red, ou seja, ele sabe que é uma armação e a cabeça dele é o premio máximo. Assim, mesmo com graves acusações, não passam de acusações e ele se negou a esclarecer qualquer coisa em depoimento. Ferrando com os planos do Red. Não por muito tempo, é claro. Lembram daquele petróleo que financiava o terrorismo e o Red roubou? Então, é a evidencia falsa perfeita para tirar o Kirk da toca. Serio, as vezes, o Red é maníaco de tão estrategista que ele aprendeu a ser, esse é um dos motivos pelos quais o Tom deveria se manter aliado a ele, não sendo um abobado que quer afastá-lo da Agnes. Alias, achei bem suspeito ela aceitar ajuda do Red para proteger a menininha, mesmo que em troca de poder ajudar a pegar o Alexander.

É a fixação em pegar o Kirk que baixa a guarda para o possível sequestro da pequena Agnes, aumentando as duvidas sobre o interesse do Kirk com a Lizzy e a bebê. Em meio aos preparativos para roubar a criança, e a morte - desnecessária - do pediatra, temos o Red implantando o petróleo falso na empresa de gasolina do Kirk. Tive que rir com o Red fingindo ser aqueles clientes chatos que precisam que todo o cardápio seja descrito para eles, sem contar que ele pediu muuuuito mais do que poderia comer, tudo para ganhar tempo para que o Tom e os outros pudessem trocar os caminhos. Novamente, o estrategismo desses caras é brilhante, deve ser um saco jogar Monopoli, Banco Imobiliário ou Detetive com eles. Deu pena do motorista ao ser parado por transportar petróleo contrabandeado, quando na verdade ele havia carregado um caminhão de gasolina.  

Então, temos o Tom em sua perfeitamente planejada fuga. Não vou dizer que o cara foi tão brilhante quanto o Red, porque não foi, mas ainda assim, foi brilhante o bastante para enganar o Red.  E eu, nem percebi o que estava por vir, tão preocupada eu estava com aquele cara estranho e com aparência cruel, prestes a invadir o mercado e pegar a Agnes. Claro, a Kaplan estava lá, e o outro carinha também, assim como o Tom poderia lutar se fosse o caso, ai aparece aquela mulher como bebê fofo interage com o Tom e no momento seguinte ele precisa trocar de camisa porque a Agnes vomitou na dele, a Kaplan fica com a bebê para ele ir se trocar e até ai tudo bem, então a mulher aparece desesperada, gritando que o bebê é dela, achei que ela estava com os sequestradores, mas não, o menininho era dela mesmo e o Tom, muito esperto, já havia fugido com a Agnes. Esperto até a página dois né, porque não pensou em se livrar do celular ou olhar para trás mais uma vez, alias, não olhou para traz uma vez se quer. Resultado, foi perseguido pelos homens do Kirk sem perceber e sem ter o Red por perto para ajudar.

Enquanto isso, Red montava seu esquadrão de eliminação em uma obra, distante o bastante para que ninguém visse de onde veio o tiro e que, mesmo assim, eles tivessem uma boa visão da cabeça do Kirk. Sabia que o Ressler não ficaria bem deixando o Red matar um homem supostamente inocente, visto que foram eles quem implantaram as provas que o levaram a depor, assim como o Aram não estava bem com isso também. Só não esperava que ele fosse atrás do Red e ainda apontasse uma arma para a cabeça dele. Tá, que o Red nem se abalou com isso, pelo contrario, a calma dele nessa situação foi assustadora, manipuladora, eu diria, principalmente quando o Ressler falou que não tinha como o Red fugir e o Red respondeu que sabia disso, em seguida completando com aquele: "Como vai ser Donald, você quer uma bala na minha cabeça ou na cabeça do assassino da Lizzy?". Me deu pena dele, porque, mesmo chatinho, ele sentiu a morte da Lizzy, ele quer o Kirk morto, mas isso vai contra a moral e tudo pelo que ele luta. Sim, no final, ele baixou a arma, mas não era o Kirk que estava lá, é nesse momento também que o Red descobre que o Tom fugiu com a Agnes e que o Alexander está embarcando em um avião para Cuba.

Como alguns já suspeitavam, porém eu achava quase impossível, a mente por trás de toda fuga do Tom foi a Kaplan. Nunca imaginei que ela trairia o Red, como ele mesmo disse, ele nunca imaginou que ela o trairia, o mais chocante não foi tirar o Tom do país, e sim a revelação de que Elizabeth Keen - aqui como eu sempre suspeitei - estava vivinha e saudável. A mulher forjou a morte da garota bem de baixo do nariz do Red, tudo perfeito, ela só não contava com a esperteza do Kirk, ou estupidez do Tom. Assim, lá foram eles, na corrida final para salvar a família Keen, infelizmente, tarde de mais, porque a Lizzy já havia sido levada, o Tom não conseguiu protegê-la, nem evitar que pegassem a Agnes e ainda por cima, nem sabemos o que aconteceu com ele. Nem o que o Red pretendo fazer com o Kaplan, espero mesmo que ele não a mate, ela teve boas intenções, traiu o Red? Traiu, mas de uma forma que o Red também trairia para proteger a Lizzy, realmente espero que ele veja que deixá-la viva, com a culpa dela, já é castigo o suficiente. Espero também que encontrem a Lizzy e a bebê logo, não acho que levaram o Tom. Quando achamos que tudo não pode ficar mais tenso, Alexander Kirk entra em cena, em um corredor escuro onde a Lizzy esta presa à uma cadeira, ele já chegou todo emocional chamando ela de Masha e eu já comecei a dizer 'Não, não! Não venha com isso' então ele diz: "Estive esperando esse momento por 25 anos. Masha, eu sou seu pai."

E termina ai, com a cara espantada da Lizzy representando o Fandom inteiro. Como assim ele é o pai dela?  Uma vez eu cheguei a cogitar essa possibilidade, até comentei isso em algumas reviews, que se não era a Katarina por trás de tudo, tinha que ser o pai da Lizzy, o homem em quem ela atirou quando era menininha. Mas logo descartei isso, porque né, o Red tinha que ser pai dela, e agora isso. Conseguiram em cinco pequenas palavras garantir o melhor e mais esperado final para The Blacklist, não vamos negar, todos queriam saber quem era o pai da Lizzy e agora, todos queremos saber o interesse do Red em protegê-la e como as coisas vão funcionar na quarta temporada. Então é isso pessoal, espero que tenham aproveitado, nos vemos na quarta temporada *-* 


3 comentários:

  1. Não acho q ele seja o pai não, pode até pensar q sim, ou não tb. O interesse em Masha é puramente estratégico pra chegar em Reddington , pois ninguém consegue de fato pega-lo. E ter o Red na mão é como um bilhete de loteria, só q mais valioso. Ele controla boa parte da política, tem praticamente o mundo em suas mãos, uma alta influência e conseguiu até dar um pause no cabal. Ele consegue o q ele quer, ou quase.

    ResponderExcluir
  2. Claro q mais pra frente vai mostrar q o pai da lizz é o red....tao obvio.

    ResponderExcluir
  3. Qual o nome do nosso fandom? Pois esse tempo todo fico falando que sou apenas fã da série e acho bem comum pelo o sentimento que tenho pela série

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...