29 de out de 2016

Review - Supernatural S12E03 “The Foundry”

Mary  desde que voltou não está conseguindo dormir, afinal ela tem que entender o que aconteceu durante 30 anos que esteve morta. E para tentar entender um pouco do que aconteceu desde a sua morte está lendo o diário de John. 
Cas até tenta dar um incentivo de que o seu lugar é aqui, mas pelo jeito ele continua confusa.Ainda sinto falta de uma boa conversa entre Mary e ele, entendo que ele tem muito do que contar sobre como é a vida na terra depois de passar um tempo no Paraíso.
Sam revirou todo o bunker atrás de informações sobre os Homens das Letras Britânicos encontrou somente uma carta enfiada em um livro fiscal e praticamente indecifrável cheia de borrões.
Cas está indo para Cleveland, Ohio atrás de uma pista sobre Lúcifer. Achou um relato de um policial sobre um homem com olhos vermelhos brilhantes. Sam e Dean querem ir junto, mas ele acha que Lúcifer é sua responsabilidade encontrá-lo, afinal foi ele quem o libertou da jaula.
Mary cortou os cabelos, para que deixá-los compridos para os vilões puxarem durante as caçadas? 
Ela encontrou um caso nos jornais, um casal morto em um quarto fechado onde as vítimas ligaram para a polícia e relataram um bebê chorando, mas o lugar estava vazio, só havia os corpos deles. Já faz 5 anos e o legista não tem a causa da morte deles. 
Coitado do Sam, porque pelo visto Mary é mais o jeito Dean de ser, comer salgadinhos artificiais e ouvir rock nas alturas.
Cas investiga como agente Beyonce e Crowley  aparece tirando uma como agente Jay Z. Temos então a formação de uma dupla investigativa pouco provável. Será que isso vai dar certo?
Continuando as investigações, Sam, Dean e Mary ( adorei ver ela de agente federal), descobrem que ambas as vítimas morreram de hipotermia aguda em um quarto de 20º C. Quando o legista abriu os corpos os corações estavam literalmente congelados. 
Eles então vão até a casa onde tudo aconteceu e Mary é atacada e se machuca.  Sam encontra relatórios antigos de várias mortes de crianças que começaram com uma menina, Elizabeth Moriarty. Mary se sente deslocada por os métodos de caça estarem bem diferentes com a evolução e uso da internet, mesmo Dean prometendo ensiná-la.
Crowley e Cas encontram a irmã de Vince, Wendy. Que conta como Vince chegou e a curou e como estava totalmente estranho.
Cas descobre que Rowena está com Lúcifer. O que é um problema já que ela é a única que pode colocá-lo de volta na jaula. Ele vai matá-la, controlá-la ou ela vai oferecer seus serviços à ele para salvar a pele como sempre faz. 
Lúcifer quer que Rowena torne o receptáculo de Vince forte o suficiente para que ele não precise ficar trocando. 
Sam descobre que estão lidando com Mylings, do folclore escandinavo, espíritos vingativos de crianças. Seu pedido de socorro atrai os adultos para a morte. Sam e Dean vão queimar todos os ossos das crianças listadas. Mary não se sente bem e eles não a deixam ir junto. Mas ela é teimosa, já viram alguém parecido? Ela decide investigar do seu jeito, utilizando telefone comum e encontra a dona da casa.
Sam está preocupado com Mary, acha que há algo de errado, que ela está em conflito. Está se enfiando nas caçadas para não ter que lidar com isso. Sabe por experiência.
Mary volta para a casa e conversa com o espírito de Lucas que indica uma porta trancada. Lá ela encontra o pai de Elizabeth, ele matou todas as crianças e acaba possuindo-a. 
Rowena consegue enganar Lúcifer e deteriora o corpo de Vince mais rápido em vez de deixá-lo mais forte.  Mas quando Crowley e Cas chegam ela diz que não vai ajudar a encontrá-lo, somente quando eles forem mandá-lo de volta a jaula. 
Mary descreve o que sentiu quando foi possuída. Quando Hugo perdeu a filha ficou louco, se enterrou vivo no porão, se fechou e morreu de fome. Mas quando novas famílias se mudavam  com crianças ele as roubava e matava. E de algum jeito aprisionou seus espíritos aos dele é de onde ele tirava seu poder. 
Ela diz que não está em casa, sente falta de John, de seus meninos, do que eles eram. E a cada momento que passa com eles ali lembra do que ela perdeu com eles. Achou que trabalhar, caçar, limparia a cabeça, mas ela precisa ir embora. Precisa de um tempo, apesar de amar muito os dois.
Dean não aceitou bem essa decisão, afinal sabemos o quanto carente esses meninos são de família. 
Mas enfim esperamos ver Mary em breve em mais episódios.

Promo Próximo Episódio
Episode 12.04 - American Nightmare











0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...