21 de nov de 2016

Review - Frequency S01E07 “Break, Break, Break”


13 de Novembro de 2016, Raimy observa o corpo de Amanda Baldwin, Assassinada pelo Rouxinol 20 anos depois que Frank conseguir impedir seu primeiro ataque.
Satch sentado no mesmo bar olhando a reportagem na TV sobre a morte de Amanda recorda o 12 de Novembro de 1996, quando ouviu que Frank havia impedido o ataque do Rouxinol à Amanda só quem situações bem diferentes, naquela época ele chegava em casa e tinha a esposa Leah e os dois filhos, hoje está sozinho.
Stan conversa com Raimy e fala sobre a foto encontrada com Amanda, a que o Rouxinol roubou de Frank em 1996, e diz que Satch entregou os papéis, pois está se aposentando, estava cansado, chegou perto do limite.
E que agora ele deve tomar conta da força-tarefa até chegar um substituto e Raimy deve reportar diretamente para ele.
Frank encontrou o chassi da caminhonete queimada, cujo dono Earl Bradley não reportou o roubo porque ela ficava em uma cabana em Catskills.
Raimy conta para Frank sobre a foto de sua carteira ter sido encontrada nas mãos de Amanda e se isso significa alguma coisa, do Rouxinol estar brincando com eles e sempre estar um passo à frente.
A mulher com quem Frank teve um caso enquanto esteve disfarçado na narcóticos procura por Julie pedindo ajuda.
Julie cuida de Miracella e ela conta sobre seu irmão Ricky ser próximo de Frank. E que ele foi assassinado. Ela olha a foto de Raimy na parede e diz que Frank nunca contou sobre a filha deles.
Satch leva Raimy até os fundos em um quarto onde ele tem tudo sobre o Rouxinol e ela descobre algo diferente, um caso arquivado ou mal investigado.
Julie briga com Frank por conta de Miracella. E Satch também não quer ela por perto porque pode trazer problemas para sua promoção.
Raimy fala com o irmão de Larissa que antes de desaparecer estava namorando Mateo Rivera. A irmã era complicada, precisava se sentir desejada ou necessária. Ela ficava deprimida ás vezes. Ela trabalhou em um acampamento de jovens em Catskills, era professora de artes, mas era enfermeira do acampamento Hideaway durante à noite.
Satch lembra com tristeza que a vida dele passou, perdeu Leah, Frank e não pegou o Rouxinol.
Logo que chegam encontram uma estátua de uma santa com as mãos juntas e em volta um crucifixo, como o Rouxinol costuma matar suas vítimas.
Ali no acampamento Raimy e Satch encontram de tudo, muitos arquivos, DNA do que pode ser a primeira vítima do Rouxinol.
As gravuras encontradas significam Ars Moriendi, “A Arte de Morrer”, um texto cristão medieval, orações e rituais de uma boa morte. Abraçadeiras plásticas, embalagens de comida, artefatos religiosos significam que alguém foi mantido no quarto e a banheira foi talvez utilizada para um batismo, um sacramento para lavar os pecados. Ele estava preparando alguém para uma boa morte, salvação. O Rouxinol pode achar que está salvando as mulheres que mata.  

Assim eles conseguiram um bom avanço nas investigações e Satch faz um apelo para quem trabalhou no acampamento e souber de qualquer coisa para que liguem e passem informações. 

Promo Próximo Episódio 
Episode 1x08 - Interference

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...